A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

06/07/2019 07:28

Para quem precisa trabalhar na madrugada, frio é um desafio a mais

Por volta das 5h, termômetros registraram 5.6°C em Campo Grande

Kerolyn Araújo e Mirian Machado
Para Carlos Alexandre Felício da Silva, que descarrega carnes congeladas, o frio judia ainda mais as mãos. (Foto: Henrique Kawaminami)Para Carlos Alexandre Felício da Silva, que descarrega carnes congeladas, o frio judia ainda mais as mãos. (Foto: Henrique Kawaminami)

Duas semanas após o início do inverno, o frio chegou com tudo a Mato Grosso do Sul. Neste sábado (6), a temperatura mínima registrada em Campo Grande foi de 5.6°C às 5h. Esse friozinho, que para muitos representa tempo bom para dormir, para quem trabalha na madrugada é um desafio a mais.

O vigia Jonas Carlos de Oliveira, 41 anos, há seis anos enfrenta o sono da madrugada pelo ganha-pão e relata que já está acostumado com temperaturas mais frescas. ''A noite geralmente já é mais fresca mesmo. Confesso que achei que hoje estaria mais frio ainda", disse.

Para o vigia, que passou a madrugada na guarita, o maior obstáculo ainda está por vir: o fim do expediente. ''Vou embora de motocicleta, o que judia ainda mais. A sensação de frio dobra", contou.

O frio, que já incomoda quem trabalha em uma sala quentinha, é mais intenso ainda para quem trabalha com câmara fria, como é o caso do lombador Carlos Alexandre Felício da Silva, 32 anos. Responsável por descarregar carnes de um caminhão, ele entrou no trabalho às 4h.

''O problema é levantar, sair das cobertas, porque já estou acostumado com o frio por trabalhar com câmara fria. Mas o inverno judia ainda mais das mãos, elas que sofrem", disse o funcionário, referindo-se às carnes congeladas que precisa descarregar.

 

Jonas Carlos de Oliveira disse que já está acostumado com noites mais frias. (Foto: Henrique Kawaminami)Jonas Carlos de Oliveira disse que já está acostumado com noites mais frias. (Foto: Henrique Kawaminami)
Sem casaco, Cleiton Aparecido da Costa enfrentou o frio por volta das 6h deste sábado. (Foto: Henrique Kawaminami)Sem casaco, Cleiton Aparecido da Costa enfrentou o frio por volta das 6h deste sábado. (Foto: Henrique Kawaminami)

O tempo mais gelado também mudou a rotina de quem precisa entrar logo cedo no trabalho. Hoje, o açougueiro Cleiton Aparecido Costa, 38 anos, que começou o expediente às 6h, trocou a moto pelo carro. ''Não gosto do frio, mas já estava preparado para hoje. Deixei a motocicleta em casa e vim de carro", disse.

Segundo o açougueiro, o local de trabalho acaba sendo mais frio ainda no inverno. ''Não é tão quente por causa da câmara fria, mas o serviço ajuda a esquentar, fico andando de um lado para o outro", explicou. Cleiton acredita que o clima vai esquentar um pouco mais durante o dia, mas que a temperatura caia novamente no período da noite.

Alerta - O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para onda de frio nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul com mínima de zero grau na região sul. Na capital sul-mato-grossense os termômetros devem registrar 4ºC. O aviso meteorológico termina somente na manhã de segunda-feira (8).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions