A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/12/2011 08:31

PMs acusados de matarem juíza no RJ já estão no Presídio Federal da Capital

Francisco Júnior

Os dois chegaram no início da madrugada desta sexta-feira

Já estão no Presídio Federal de Campo Grande os dois policiais militares acusados de estarem envolvidos na morte da juíza Patricia Ocioli. O tenente-coronel Claudio Luiz Silva de Oliveira e o tenente Daniel Santos Benitez Lopes chegaram no início da madrugada desta sexta-feira em um voo comercial e foram escoltados até o presídio.

Aqui, devem ficar em RDD (Regime Disciplinar Diferenciado). Os dois são os principais acusados do assassinato da juíza e já respondem por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, mediante emboscada e com o objetivo de assegurar a impunidade do arsenal de crimes. São acusados, ainda, de formação de quadrilha.

A transferência dos policiais foi determinada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Manoel Alberto Rebêlo dos Santos.

Ainda esta semana, também serão transferidos para o presídio federal em Campo Grande os traficantes Nelson Rodrigues dos Santos, vulgo “Nelsinho da Mineira”, Sergio da Costa Brum, vulgo “Trajano”, e Julio Cesar Coelho Costa Junior, o “Periquito”.

Nem – No dia 19 de novembro deste ano, o traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, foi transferido para o Presídio Federal da Capital. Um dos criminosos mais procurados pela polícia, ele foi preso em 10 de novembro.

Em Campo Grande, desde que o presídio federal de segurança máxima foi inaugurado, em 2006, ele já recebeu presos “ilustres” pela ficha criminal, entre eles Fernandinho Beira-Mar e o colombiano Juan Carlos Abadía. Os dois já foram transferidos. Outro preso famoso, José Arcanjo Ribeiro, o Comendador, ainda está em Campo Grande.



SERÁ QUE O POVO AINDA ESTÃO DE OLHOS FECHADOS, SERÁ QUE SABEM QUE CADA VEZ QUE INVENTAM OS ADMINISTRADORES, DIFERENÇA NAS LEIS BRASILEIRAS, SEMPRE É PARA GERAR MAIS DESPESAS PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRESÍDIO É SEMPRE PRESÍDIO, TODOS TERÃO A PRERROGATIVA DE GUARDAR OS FORAS DAS LEIS, SEJA EM TODOS OS NÍVEIS, MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL, NADA DE PRESÍDIOS DIFERENCIADOS, QUE CUMPRAM O QUE DEVEM
 
PEDRO BRAGA em 16/12/2011 09:25:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions