ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Polícia conclui que solda causou fogo e responsabiliza operário por tragédia

Nadyenka Castro e Viviane Oliveira | 08/05/2013 18:00
Fogo começou pelo telhado do Planeta Real e destruiu a loja. (Foto: Vanderlei Aparecido)
Fogo começou pelo telhado do Planeta Real e destruiu a loja. (Foto: Vanderlei Aparecido)

A Polícia Civil concluiu que fagulhas da solda que era feita no telhado da loja Planeta Real causaram a destruição do local, nesta terça-feira. O operário, identificado como Cláudio Paulino, que fazia reparos, vai ser responsabilizado pelo crime de incêndio culposo – sem intenção.

As chamas começaram por volta das 15 horas. O aposentado Antônio Cunha Freire, 70 anos, estava na loja quando o pânico teve início. “Eu ouvi uma pessoa correndo desesperada no telhado e avisei minha esposa”, lembra.

De acordo com Antônio, após ouvir o corre-corre sobre sua cabeça, viu faíscas, chamas e as luzes do imóvel se apagando. Em seguida, funcionários já pediram para os clientes sair e também correram para fora da loja.

O imóvel ficou completamente destruído. O Centro Comercial Afonso Pena, vizinho à loja, teve uma parede danificada e foi interditado pelo Corpo de Bombeiros.

O incêndio evidenciou falhas na estrutura da corporação, levou pânico a quem estava na região e caos no trânsito. Houve saques em alguns comércios e vizinhos tiveram prejuízos.

O delegado Miguel Said, responsável pela investigação, afirma que o caso já está encerrado e agora vai para o Juizado de Pequenas Causas, porque o crime é de menor potencial ofensivo.

Conforme o delegado, uma emissora de televisão entrevistou o trabalhador e, na reportagem, ele afirma a solda, a fagulha, o desespero e tentativas de apagar o foco de incêndio.

O aposentado que contou o que vivenciou na loja, foi à Polícia Civil espontaneamente relatar o que testemunhou na loja.

Nos siga no Google Notícias