A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/12/2014 17:37

Polícia Federal faz operação misteriosa em prédio de escritórios

Renan Nucci e Edivaldo Bitencourt
Policiais federais deixam prédio após apreensão de documentos no centro da Capital (Foto: Alcides Neto)Policiais federais deixam prédio após apreensão de documentos no centro da Capital (Foto: Alcides Neto)

A Polícia Federal apreendeu diversos documentos durante operação realizada na manhã desta quarta-feira (03), em um edifício comercial no Centro de Campo Grande, nas imediações da prefeitura.

Os policiais chegaram ao local por volta das 8h horas, e foram a uma empresa localizada no 15º andar do Empire Center, na Avenida Afonso Pena, no Jardim dos Estados. O prédio é famoso por abrigar escritórios de empresas, advogados e polítics e fica em uma das áreas mais valorizadas da Capital. 

Os agentes permaneceram no prédio por quatro horas. A operação atraiu a atenção de curiosos e gerou especulação entre os donos de escritórios e funcionários que trabalham no local. 

Após o meio-dia, os policiais federais desceram com os malotes que continham o material apreendido. No entanto, nenhum delegado e agente falou com a imprensa ao deixar o edifício.

As informações são de que a Delegacia de Naviraí coordena a operação, no entanto, o teor das investigações não foi divulgado.

Até o momento não foram relatadas prisões. A única confirmação é que as apreensões se trataram de um trabalho isolado, sem ligação com outras operações que já estiveram em andamento.

A assessoria de imprensa da Superintendência da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul limitou-se a confirmar que a investigação é comandada por Naviraí. Não confirmou se o caso está ligado a jogatina, lavagem de dinheiro ou atividade política. 

No mês passado, a Polícia Federal e o Gaeco desencadearam uma grande operação, que levou a maior parte dos vereadores de Naviraí para a cadeia.

Policiais guardam em viatura material apreendido durante diligência em prédio comercial no centro da cidade. (Foto: Alcides Neto)Policiais guardam em viatura material apreendido durante diligência em prédio comercial no centro da cidade. (Foto: Alcides Neto)
Policiais transportam documentos apreendidos em prédio na Capital (Foto: Alcides Neto)Policiais transportam documentos apreendidos em prédio na Capital (Foto: Alcides Neto)


Se esse País fosse sério mesmo , um candidato chega a declarar gastou 100 mil vezes que ele ganharia no seu mandato , e ai diz que foi doação de campanha rssssssssssssssss, quem vai doar dinheiro a campanha politíca gratuito seja empresários ou qualquer um , tudo tem o toma lá da cá . ajudar uma entidade jamais pq isso ñ trás retorno ou seja só vai , e o tal Tribunal Eleitoral cargona sua maioria colocado por Politícos , aceita gasto em campanha enormes etc etc etc , temos que ser bem Otários mesmo para um Politíco gastar uma fortuna e sendo que ganhará 1% do seu mandato do que gastou na sua campanha , ou seja um empresário compra uma mecadoria por 100 reais e depois ele venderá por 10 reais rsss, ele doa a politícos por bondade é sim . investiga o antes e depois da saida
 
JEFF em 04/12/2014 08:21:08
Quem ve assim acha que a Policia Federal pode tudo rssss , ñ explica nada a imprensa e a população , mas sabemos que a Policia Federal o nome ja diz comandada pelo Governo Federal ou seja a sua chefia colocada por Politícos , gostaria de ver um dia ela levantar patrimonio de Politícos de quando entra no cargo e quando sai , patrimonio que nunca conseguiria com seus salários , todos nós Brasileiros sabemos que se matam para entrar na Politícas porque se ganha milhões e milhões. ah isso é fato e vemos noticias todos os dias de desvios de milhões , eu aqui ñ to dizendo que ñ seja séria mais poderia ser mais util a sociedade desbancando os politícos ladrões ou seja quase 100% , mais ai envolve o Governo Federal do pode ou ñ pode , mais um dia quem sabe teremos investigação de patrimonio etc
 
JEFF em 04/12/2014 08:14:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions