ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Polícia procura por condutor que atropelou cadelinha e fugiu sem prestar socorro

Por Luana Rodrigues | 05/06/2015 09:24
Cadelinha passa por tratamento (Foto: Marcelo Calazans)
Cadelinha passa por tratamento (Foto: Marcelo Calazans)

A Polícia Civil agora procura pelo motorista que teria atropelado a cadelinha Vitória Guerreira no dia 30 de maio. Conforme o inquérito instaurado pela Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista), ele pode responder por maus tratos, conforme as circunstâncias do acidente, por ter abandonado o animal ferido.

Conforme nota divulgada pela Polícia Civil, o caso prossegue em investigação, para que o motorista seja identificado,vez que evadiu-se do local do acidente, e para que as circunstâncias do abandono do animal ferido sejam esclarecidas.

O caso - O crime contra a cadelinha Vitória Guerreira ficou conhecido em todo o Estado depois que a serralheira Simona Zaim publicou em seu Facebook imagens da cadela após os maus tratos. “Esta cachorrinha foi mais uma vítima da bestialidade humana, quatro moleques arrancaram o couro dela e tentaram quebrar duas patinhas”, declarou. A postagem foi compartilhada por centenas de pessoas.

Simona levou a cadelinha para uma clínica veterinária, onde passa por tratamento.

O caso repercutiu nas redes sociais. Internautas replicaram as imagens da cadelinha ferida. Um abaixo-assinado chegou a ser feito pedindo punição para os agressores. O autor do manifesto pede "ajuda para não deixarmos essa maldade sem punição. Esses meninos têm que pagar pelo que fizeram", diz.

Nos siga no Google Notícias