A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/10/2016 17:30

Polícia vai investigar horário que autor de feminicídio cometeu suicídio

Amanda Bogo e Adriano Fernandes
Agenor era conhecido como Kito e trabalhava há cerca de 13 anos na oficina. Este era o seu armário de ferramentas. (Foto: Adriano Fernandes) Agenor era conhecido como "Kito" e trabalhava há cerca de 13 anos na oficina. Este era o seu armário de ferramentas. (Foto: Adriano Fernandes)

A policia irá investigar se Agenor Magalhães de Oliveira, 53 anos, responsável pela morte da esposa Maria das Dores, 50 anos, e da entendeada Dayane July da Silva, de 29 anos, no bairro Moreninha II, comenteu suicídio após assassinar as vítimas ou neste domingo (16), quando o corpo foi encontrado.

A delegada Marina Conceição, da Depac Piratininga (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), informou que não é possível precisar neste momento se o homem cometeu o suicídio ontem após os assassinatos ou neste domingo. Ela disse, ainda, que as roupas que o homem usava não estavam sujas de sangue, o que pode ser um indício de que ele tenha trocado a vestimenta.

Conforme a delegada, no local onde o corpo foi encontrado foi encontrada uma mesinha, e a suspeita é de que Agenor tenha subido nela e se jogado para cometer o suicido. O corpo será levado para o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). Durante as primeiras vistorias feitas pela perícia não foram encontradas lesões de agressão pelo corpo do homem.

A investigação da morte do homem será investigada pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). “A ocorrência de morte vai ser um complemento do boletim de ocorrência do feminicídio, já que com a morte dele extingue a punibilidade”, finalizou a delegada.

Suicídio - O corpo de Agenor foi encontrado na oficina mecânica, localizada na rua Ipamerim com a rua Palmacia, onde ele trabalhava há cerca de 13 anos, na tarde deste domingo (16).

O garapeiro Carlos Anselmo Nunes, 60 anos, foi até a oficina mecânica procurar o dono do local por volta das 16 horas. Quando entrou no estabelecimento, encontrou o corpo de Agenor enforcado em um dos quartos. O homem acionou o corpo de bombeiros.

Caso - Agenor esfaqueou a esposa e a enteada, por volta das 19h50 de ontem,depois de uma discussão entre os três. O crime aconteceu na rua Palami, no bairro Moreninha II. Ele fugiu depois do ocorrido.

Logo após o ocorrido, o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender as duas vítimas esfaqueadas. Ao chegar ao local, pelo menos uma delas ainda estava com vida, apresentando perfurações no tórax que atingiram o pulmão. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) então teve de ser acionado.

 

O homem havia saído recentemente da cadeia e trabalhava como mecânico. Diversas buscas foram realizadas pela PM (Polícia Militar), inclusive na oficina onde trabalhava o autor do duplo homicídio, mas ele não havia sido encontrado.

Na ocasião, o Campo Grande News teve informações, ainda sem confirmação oficial, de que o homem havia cometido suicídio.

 

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions