A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/04/2012 17:39

Postos foram interditados por contaminação do lençol freático

Nadyenka Castro e Elverson Cardozo

De acordo com o MPE, os comércios se comprometeram a trocar os reservatórios de combustíveis, mas, seis não fizeram

Posto na Cidade Morena funcionava normalmente no início da manhã. (Foto: Pedro Peralta)Posto na Cidade Morena funcionava normalmente no início da manhã. (Foto: Pedro Peralta)

Os postos de combustíveis interditados pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), a pedido do MPE (Ministério Público Estadual), em Campo Grande, estão com problemas na contaminação do lençol freático.

De acordo com o MPE, estes estabelecimentos se comprometeram a trocar os tanques por outros ecologicamente corretos, mas, ainda não fizeram.

Gerente do Petroalcool, um dos postos apontados pelo MPE como irregular, Tiago da Silva Taveira, diz que administra o local há um ano e três meses e desde então sabe da situação, mas, acreditava que o prazo para adequação era até outubro.

Segundo ele, os três tanques que têm no posto serão trocados por maiores e conforme indicado pelo MPE. Ele fala que já foram gastos R$ 80 mil com a troca de quatro bombas de combustíveis e a previsão é que sejam investidos mais R$ 120 mil com os tanques.

Tiago afirma que a fiscalização esteve no comércio dele, mas, não houve interdição. A reportagem do Campo Grande News esteve no local na manhã desta quinta-feira e o estabelecimento estava funcionando normalmente. A equipe foi também em outros dois postos, que estavam interditados.

Querência 2, um dos postos interditados pela Semadur, a pedido do MPE. (Foto: Pedro Peralta)Querência 2, um dos postos interditados pela Semadur, a pedido do MPE. (Foto: Pedro Peralta)

Conforme o MPE, seis postos foram interditados. acordo com o MPE, os comércios foram fechados por ausência de licença de ambiental e descumprimento dos TACs (Termo de Ajustamento de Conduta) firmados em 2009, mesmo depois de terem sido propostas as execuções judiciais para forçar o cumprimento das normas ambientais.

Há três anos foram assinados 120 TACs com postos de combustíveis em Campo Grande, numa atuação coordenada entre a Semadur e as Promotorias de Justiça de Meio Ambiente.

O Promotor de Justiça Alexandre Raslan afirma que a grande maioria dos postos de combustíveis vem cumprindo o TAC e recebendo as licenças ambientais para operação.

Entre os postos, que, segundo o MPE, foram interditados estão: O Petroalcool, localizado na rua Fraiburgo no bairro Cidade Morena, o Querência 2, na rua João Lemes de Rezende, bairro Jardim Itamaracá, o posto Querência, na rua Silvia Jardim, no Jardim América, o posto Carreteiro, localizado na avenida Costa e Silva, no bairro Santa Felicidade e o posto Flamboyant, que fica na rua General Paulo Xavier.

A pedido do MPE, seis postos de combustíveis são interditados
De acordo com o Ministério Público, os comércios não possuem licença ambiental e descumpriram TAC A pedido do MPE (Ministério Público Estadual), a S...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


interditar não para a contaminação, teria que ser drenado o combustivel dos tanques. Aí sim para a infiltração ao solo. Posto fechado com os tamques cheios, só acarreta prejuizos para os proprietário e aos lençol freático. Será que fiscais não pensam desta forma?
 
claudio cunha em 27/04/2012 10:34:37
Será que foi feito uma análise de solo para saber se realmente está contaminando a área ???? ou é só especulação !!!! ou quem sabe até uma perseguição nos postos pequenos, que assim abre caminho para as grandes redes.
 
Celio da Silva Arruda em 27/04/2012 08:48:31
Se esta contaminando o lençol freático, então é questão de saúde pública. As adequações veriam ser imediatas.
 
Fernando Silva em 26/04/2012 07:57:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions