A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/04/2015 14:33

PRE e PRF fiscalizam mais de 18 mil quilômetros de rodovias durante feriado

Flávia Lima
Fiscalização terá como objetivo orientar motoristas com ações educativas. (Foto:Arquivo Campo Grande News/Alcides Neto) Fiscalização terá como objetivo orientar motoristas com ações educativas. (Foto:Arquivo Campo Grande News/Alcides Neto)

As polícias rodoviárias estadual e federal irão fiscalizar, juntas, até a meia-noite de domingo (5) 18,7 mil quilômetros de rodovias que cortam o Mato Grosso do Sul durante o feriado de Páscoa. O objetivo das duas corporações são as ações preventivas, orientando os motoristas no sentido de evitar acidentes e reduzir o número de mortos. Apesar das ações terem sido intensificadas, duas mortes já foram registradas após colisão entre dois veículos na BR-158, próximo a Cassilândia. O número de mortes já está próximo ao registrado na operação Semana Santa de 2014, quando foram computadas três mortes e 69 acidentes.

De acordo com o comando das duas polícias, as ultrapassagens irregulares e o excesso de álcool lideram as causas de acidentes, por isso a fiscalização será intensa no sentido de coibir essas infrações. Outra preocupação é com a previsão da meteorologia divulgada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), que prevê chuva a partir desta sexta-feira em todas as regiões do Estado. O alerta é para o motorista obedecer os limites de velocidade estabelecidos em cada trecho das rodovias.

Quanto aos trechos sob responsabilidade da PRF, o inspetor Tércio Baggio comenta que das sete BRs fiscalizadas pela corporação, a 163 é a mais extensa, com 840 quilômetros, exigindo cuidado redobrado.

Já nas rodovias estaduais, que somam 15 mil quilômetros, o tenente-coronel Waldir Ribeiro Acosta comenta que os trechos mais movimentados são da MS 080, entre Rio Negro e Rochedo, da MS 040, que passa por Bataguassu e MS 427, até Rio Verde. Caso o tempo permaneça estável e com sol, ele também espera um grande fluxo de veículos na MS 382, no sentido Miranda até Guia Lopes, passando por Bonito. “São os locais que tem balneários e por isso o movimento é intenso”, diz. Porém, ele observa que o trecho mais complicado é entre Bodoquena e Bonito devido ao grande número de curvas.

Tradicionalmente, os dias mais perigosos das operações são a ida e o retorno, quando a falta de planejamento leva muitos motoristas a compensar a falta de tempo com excesso de velocidade, por isso o tenente-coronel Waldir Acosta ressalta a importância de programar a volta para casa com antecedência, evitando o cansaço e o excesso de velocidade.

Dentro das ações educativas previstas, a PRF vai buscar sensibilizar motoristas e passageiros que forem flagrados cometendo alguma infração, a assistirem vídeos que mostram comportamentos inadequados no trânsito e as consequências dessas condutas. Essa ação acontece nas bases policiais, enquanto o motorista aguarda a autuação ser concluída.

Também o tráfego de caminhões terá atenção especial. Como é de praxe em feriados prolongados, para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples, maior parte da malha viária nacional, o tráfego desse tipo de veículos pesados, com dimensões excedentes e caminhões cegonha será restrito em alguns momentos. Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem descarregados ou possuírem Autorização Especial de Trânsito (AET). O motorista que descumprir a determinação será multado pela PRF.

A infração é média, gera multa de R$ 85,13 e quatro pontos na CNH. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final do horário de restrição. Boas condutas para uma viagem segura A PRF recomenda algumas condutas para a realização de uma viagem segura.
Para garantir a fiscalização eficaz, a PRF conta com oito radares estático (fotográfico) e 80 bafômetros, distribuídos nas 60s unidades operacionais e viaturas em operação. O efetivo foi reforçado e cumprirão escala especial incluindo efetivo administrativo.

Na PRE também houve reforço no efetivo e ao todo 50 policiais estão cumprindo plantão nas nove bases operacionais do Estado, além das unidades volantes localizadas em cidades como Corumbá, Chapadão do Sul e Bonito.
A corporação dispõe de dez radares móveis e dez bafômetros para auxiliar na operação.

De acordo com o tenente-coronel Waldir Acosta, a fiscalização para coibir o tráfico de drogas e contrabandos também terá atenção especial, tanto que na manhã desta quinta-feira (2) foram apreendidos 14 quilos de maconha com um menor de 17 anos que viajava de ônibus de Ponta Porã para Campo Grande. Agora no período da tarde outra apreensão totalizou 500 quilos de maconha em Vista Alegre, com um motorista.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions