ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Prédio do Incra ficará com PM por 40 anos e vai passar por reformas

Edifício na Afonso Pena vai receber instalações do 1º Batalhão

Por Jones Mário e Fernanda Palheta | 20/02/2020 11:39
Prédio antigo do Incra está fechado desde 2013, por falta de condições (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Prédio antigo do Incra está fechado desde 2013, por falta de condições (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

A antiga sede da superintendência regional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), na Avenida Afonso Pena, foi cedida à Polícia Militar por 40 anos. O prédio, previsto para comportar as instalações do 1º Batalhão, vai precisar passar por reformas.

As informações são do tenente-coronel Claudemir de Melo Domingo Braz, comandante do 1º Batalhão, que foi à Câmara de Vereadores de Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (20), para usar a tribuna.

Segundo ele, ainda não há estimativa de valor dos reparos, uma vez que o projeto da reforma não está pronto.

Comandante do 1º Batalhão da PM foi à Câmara dos Vereadores nesta manhã (Foto: Fernanda Palheta)
Comandante do 1º Batalhão da PM foi à Câmara dos Vereadores nesta manhã (Foto: Fernanda Palheta)

Ontem, a PM designou comissão para vistoriar o local, fechado desde 2013, atestada pelo Corpo de Bombeiros. O grupo deve entregar resultados da inspeção em até 90 dias.

Conforme o comandante do 1º Batalhão, a estrutura atual - localizada na Rua 26 de Agosto, em frente ao Mercadão Municipal - já não comporta mais o grupamento.

Domingo Braz disse que a unidade da PM ganhou novas viaturas e vai receber 20% dos novos policiais aprovados em concurso, realizado no ano passado.

Ainda conforme o tenente-coronel, a localização do prédio é “ideal”, pois dá acesso a principal avenida da Capital.

O comandante celebra que a cessão do edifício não prevê aluguel. Ele também sugere que a atual estrutura do 1º Batalhão pode se tornar unidade administrativa da PM.

Prédio - O local visado pela polícia sediou por mais de 15 anos a sede do Incra. Em 2013, foi considerado sem acessibilidade e condições de trabalho, conforme o relatório do MPT (Ministério Público do Trabalho).

Para cumprir TAC (Termo Ajustamento de Conduta), a repartição foi transferida para o Shopping Marrakech.

Já em agosto do ano passado, a superintendência regional do Incra acertou nova mudança de sede.

A instituição vai ocupar prédio na Rua Jornalista Belizário Lima, na Vila Glória, com aluguel fixado em R$ 4,4 milhões por cinco anos.