A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/11/2014 14:29

Prefeito faz nova proposta e professores avaliam cancelar greve

Edivaldo Bitencourt
Professores aprovaram greve na segunda-feira e podem cancelar paralisação amanhã (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Professores aprovaram greve na segunda-feira e podem cancelar paralisação amanhã (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), apresentou, na manhã desta quarta-feira (5), nova proposta e os professores podem cancelar a greve nas escolas públicas municipais. Ele se comprometeu a pagar o reajuste de 8,46% retroativo ao mês de outubro na folha deste mês, que será depositada no dia 1º de dezembro deste ano.

Segundo o presidente da ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Alves Gonçalves, nova assembleia geral será realizada amanhã, a partir das 8h, e deverá analisar a suspensão da greve. Olarte também vai comparecer ao encontro.

Os professores devem se reunir ainda hoje com o prefeito para formalizar a nova proposta. A reunião acontece a partir das 16h no Paço Municipal.

Na segunda-feira, os docentes aprovaram a greve porque o prefeito pretendia pagar o reajuste de 8,46% só neste mês. Eles exigiram o aumento em outubro, conforme consta da lei municipal aprovada em 2012.

Com a decisão, os 94 mil estudantes da Rede Municipal de Ensino só deverão ficar sem aulas amanhã, quando acontece a assembleia geral da categoria. A paralisação poderia comprometer o ano letivo a menos de um mês do fim do ano letivo na Capital.

Olarte recorreu a antecipação do pagamento da outorga da concessão da águas pela concessionária Águas Guariroba para pagar o reajuste, que terá impacto mensal de R$ 3,3 milhões.

Com a decisão, o piso para o professor da rede pública será de R$ 1.697 para jornada de 20 horas. Este piso nacional é para a jornada de 40 horas.

 



O prefeito está apostando na adimplencia do IPTU pelos cidadãos, porem isso não é garantia, dependendo do aumento que venha do IPTU, tenho certeza que a maioria vai parcelar e atrasar a primeira parcela, não é bom contar com os ovos dentro da galinha, eu sei que a sensação do prefeito deve ser de desespero, ou pelo menos deveria ser, mas não podemos enfiar os pés pelas mãos.
 
Max em 05/11/2014 16:37:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions