A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

15/06/2018 18:39

Prefeitura busca verba para transformar Cidade do Natal em espaço permanente

Projeto foi apresentado nesta sexta-feira ao ministro Carlos Marun, durante reunião no Paço Municipal; intenção agora é mapear local no qual recursos estariam disponíveis

Humberto Marques
Marun discutiu com Marquinhos e técnicos da prefeitura proposta para requalificar a Cidade do Natal. (Fotos: Paulo Francis)Marun discutiu com Marquinhos e técnicos da prefeitura proposta para requalificar a Cidade do Natal. (Fotos: Paulo Francis)

A Prefeitura de Campo Grande pleiteia em Brasília cerca de R$ 2,3 milhões para requalificar o espaço da Cidade do Natal, tornando-o uma área permanente para eventos. O projeto, que já começou a ser discutido com setores do governo federal, foi apresentado no fim da tarde desta sexta-feira (15) pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) e técnicos de sua gestão ao ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo da Presidência da República).

A ação na Cidade do Natal passaria pela reconfiguração do espaço, cuja arquitetura remete è Europa, dando-lhe enfoque regional: a ideia é se inspirar na arquitetura diversa de Campo Grande, sobretudo nos prédios tombados pelo patrimônio histórico e outros mais antigos, para permitir o uso do local por até dez anos com um baixo custo de manutenção.

Conforme divulgdo na reunião, o projeto já teve tratativas iniciais junto à Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste), mas Marquinhos buscou com Marun indicações sobre outras possíveis fontes de recursos –como os Ministérios das Cidades, do Turismo e da Cultura, estes dois últimos apontados por Marun como os mais viáveis para o empreendimento.

O paisagismo e a própria disposição da Cidade do Natal –que passaria a ter outro nome, ainda não anunciado– teriam alterações em todos os seus 13 mil metros quadrados de área. O pórtico de entrada remeteria à Estação Ferroviária Central, “porta de entrada” de Campo Grande no ciclo de desenvolvimento da cidade.

Projeto mostra adaptação da Casa do Engenheiro na nova Cidade do NatalProjeto mostra adaptação da Casa do Engenheiro na nova Cidade do Natal
Praça de Alimentação teria cobertura retrátil para uso em diferentes épocasPraça de Alimentação teria cobertura retrátil para uso em diferentes épocas

A área de exposições, por sua vez, imitaria o segundo gabinete do prefeito –hoje instalado na antiga Residência do Engenheiro da Noroeste do Brasil, no cruzamento das avenidas Mato Grosso e Calógeras. A praça de alimentação, em metal e vidro, teria um pergolado para cobertura móvel; enquanto os quiosques reproduziriam prédios da cidade como o Hotel Americano, Morada dos Baís e a Casa do Artesão, além de outros imóveis antigos.

Uma praça central contaria com um pequeno palco para apresentações artísticas. A obra também incluiria banheiros permanentes, cuja construção já foi acordada com o governo estadual –proprietário da área da Cidade do Natal, no estacionamento do Parque das Nações Indígenas.

Toda a nova estrutura seria de materiais mais resistentes, como o isotermo, cuja manutenção seria mais barata que as estruturas em madeira que atualmente ocupam o local. 

Aceitação – O investimento teria como base o potencial turístico da Cidade do Natal, que em 2017 recebeu 300 mil pessoas apenas durante os festejos de fim de ano sendo, conforme Marquinhos, o principal atrativo de turistas para a cidade no período, conforme dados dos setores hoteleiro e de restaurantes. Fatores como a localização privilegiada –próximo às sedes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, ao lado do maior parte da cidade e ligada ao resto da Capital por ciclovias– foram exaltados na ação.

“Quando retomamos o projeto neste ano, muitas pessoas disseram que nunca deveria ter parado”, afrimou Marquinhos, ressaltando a boa receptividade popular à Cidade do Natal.

Caso saia do papel, o projeto deve ser entregue à população em 2019 –isso porque a obra deve durar, pelo menos, oito meses. “Nosso planejamento é de realizar as festas deste ano ainda na estrutura atual, como uma despedida”, pontuou o prefeito.

Marun, por sua vez, disse estar otimista com a iniciativa. Em um primeiro momento, ele pretende discutir o projeto com o Ministério do Turismo “e em uma semana dizer onde há mais chances de conseguirmos o dinheiro para a obra”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions