A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

16/08/2016 17:02

Promotoria da Infância vai notificar Prefeitura sobre denúncias em creche

Christiane Reis
Grupo de mães foi para frente do Ceinf na semana passada. (Foto: Alcides Neto)Grupo de mães foi para frente do Ceinf na semana passada. (Foto: Alcides Neto)

Após enxurrada de denúncias de mães de alunos do Ceinf (Centro de Educação Infantil) Santa Edwirges, no Aero Rancho, em Campo Grande, sobre maus-tratos e estrutura inadequada para receber as crianças, um grupo de nove pessoas, entre mães e ex-funcionárias, se reuniu com o promotor da Infância e Juventude, Sérgio Harfouche, para formalizar as reclamações.

A reunião ocorreu na segunda-feira (15) e, segundo o promotor, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) será notificada para apresentar quais providências já foram tomadas, pois as mães informaram que o órgão tem conhecimento da denúncia. Caso as denúncias sejam confirmadas a administração do Ceinf pode ser exonerada.

Ainda conforme o promotor, a reclamação do grupo apontou omissão de cuidados, lesões corporais involuntárias e falta de condição de funcionamento adequado, pois a sala onde ficam as crianças estaria sem ventilação, não havendo nem sequer janelas. “Estou dando a oportunidade para que a secretaria mostre o que foi feito. Já foram feitas reclamações anteriores e agora mais essas, que se confirmadas podem acarretar em exoneração do gestor”, declarou.

A partir da notificação, que deve ocorrer no máximo nesta quarta-feira (17), a Semed terá cinco dias para se pronunciar.

O caso - O Ceinf Santa Edwirges é alvo de inúmeras denúncias de mães envolvendo maus-tratos. Segundo elas, as crianças aparecem com hematomas. Além disso, no Santa Edwirges, segundo as mães, teve educadora que fez criança engolir o próprio vômito, outra que forçava meninos e meninas dormirem, além dos casos de funcionários que chegaram a ser processados por maus tratos.

Na semana passada um grupo de mães foi para frente do Ceinf para cobrar a presença de algum representante da Semed. Segundo informações da secretaria, uma representante foi ao local para receber as mães.

Uma das mães disse que já estava cumprindo aviso prévio no trabalho, pois não tem com quem deixar a filha, que tem 3 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions