ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Protesto pede doação de sangue e mais segurança após ataque a motorista

Manifestantes se reunirão em frente à Santa Casa, onde a vítima passará por cirurgia após levar facadas

Por Karine Alencar | 21/05/2022 17:09
Fachada da Santa Casa de Campo Grande, onde vítima está internada (Foto: Arquivo/Kísie Ainoã)
Fachada da Santa Casa de Campo Grande, onde vítima está internada (Foto: Arquivo/Kísie Ainoã)

Depois de atentado contra uma motorista de aplicativo na madrugada deste sábado (21), no bairro Pioneiros, motoristas farão manifestação à partir das 18h30 em frente à Santa Casa de Campo Grande, reivindicando mais segurança aos condutores e pedindo doação de sangue para a vítima, de 44 anos, que está internada no hospital. Ela levou várias facadas e deve passar por cirurgia no ombro e braço direito, onde sofreu lesão muscular.

Um dos líderes da manifestação, o motorista Elvis da Silva, de 28 anos, relata que muitos pontos precisam ser avaliados para que haja segurança para os trabalhadores que, muitas vezes, ficam expostos à criminalidade.

"Tem gente que pede corrida para terceiros e isso é muito perigoso para a gente, é algo que precisamos rever. Ao entrar no carro perguntamos o nome, mas não temos como saber se realmente é a pessoa, então acho que a foto do passageiro deveria ficar visível para os motoristas, assim como a nossa fica para eles", afirma.

Durante o protesto, mais de seis grupos de motoristas devem se reunir em frente ao hospital. Os organizadores esperam contar com centenas de pessoas no ato, que deve se estender até às 20h.

Em nota, a Santa Casa informou que a mulher está acordada, comunicativa, respirando sem auxilio e em uso de medicações. Ela foi avaliada pela especialidade de ortopedia e permanece em indicação de internação para tratamento cirúrgico no ombro e braço direito, onde sofreu lesão muscular. No entanto, a assessoria não confirmou se haverá necessidade de doação de sangue.

Atentado - A motorista de aplicativo iniciou corrida no bairro São Conrado, com destino final na Avenida Senador Filinto Muller, no Pioneiros.

O passageiro se sentou no banco traseiro e próximo ao fim da corrida, pediu para que a motorista seguisse pela Rua da Divisão, no sentido Centro/Bairro. Quando chegou em um local deserto, o rapaz começou a golpeá-la com faca, causando perfurações profundas em seu rosto e braço direito.

Na tentativa de conseguir ajuda, a vítima começou a gritar por socorro e a buzinar ainda com o carro em movimento, momento em que o assaltante pulou do carro e fugiu do local. A mulher ainda dirigiu até a Avenida Rachel de Queiroz, no bairro Aero Rancho, onde conseguiu socorro.

Nos siga no Google Notícias