A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/10/2015 18:28

Quarto a disputar presidência da OAB quer apoio das advogadas e professores

Ricardo Campos Jr.
Adler registra chapa para concorrer à presidência da OAB (Foto: Gerson Walber)Adler registra chapa para concorrer à presidência da OAB (Foto: Gerson Walber)

Professor universitário, doutorando em direito processual civil e vice-diretor da ESA (Escola Superior de Advocacia), Luiz Renato Adler oficializou nesta terça-feira (20) a participação na corrida pela presidência da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil seccional de Mato Grosso Sul). Faltando um dia para o encerramento do prazo para inscrição de chapas, o profissional é o quarto na disputa pelo cargo.

Adler estava mobilizando a candidatura há quatro anos, segundo a assessoria de imprensa, em reuniões com colegas que relatavam as dificuldades no exercício da profissão e acredita que muito pode ser feito para melhorar a advocacia no estado.

Uma das principais apostas é atrair o público feminino com a escolha de Mônica Barros Reis. Ela é integrante do grupo Fraternitas, que reúne advogadas de Mato Grosso do Sul com o intuito de garantir a participação das profissionais em espaços públicos, inclusive na ordem, implementando formas de apoio para aquelas que se dividem entre o trabalho e família.

Além disso, Adler quer trazer para a ordem professores e coordenadores de cursos de direito da Capital, tendo em vista que ele mesmo leciona há 12 anos.

Outro objetivo do candidato é sair de Campo Grande para escutar os profissionais residentes em outros municípios, prometendo uma gestão descentralizada.

Disputa – Afeife Hajj não apenas puxou o registro das chapas, mas também sagrou-se o primeiro advogado do interior a concorrer à presidência da ordem. Com 35 anos de profissão cumprindo o quarto mandato de conselheiro federal da categoria, afirmou sentir-se preparado para dirigir a entidade.

Com discurso oposicionista, criticou a postura adotada pelos atuais gestores e prega mudanças na forma de conduzir as atividades, dizendo que a atual gestão perdeu o foco e não vem cumprindo o papel institucional.

Karmouche oficializou a candidatura na sexta. Ele promete uma campanha propositiva, sem ataques aos adversários. Gervásio Oliveira, que pretendia lançar uma candidatura própria, acabou apoiando Karmouche e foi inscrito como vice. Também compõem o grupo o procurador federal Marco Aurélio de Oliveira Rocha (secretário-geral), Stheven Razuk (tesoureiro), Vinicius Monteiro Paiva (secretário-geral adjunto).

Conforme a assessoria de imprensa do candidato, as propostas serão amplamente discutidas com os advogados do Estado, mas em linhas gerais elas pretendem defender com força as prerrogativas dos profissionais do direito, fortalecer a instituição com diálogo e transparência e melhorar as condições de apoio aos advogados do Estado.

O advogado Jully Heyder da Cunha Souza é o terceiro na lista de candidatos. Ex-secretário adjunto da ordem, ele fez parte do grupo de 81 dirigentes que renunciou aos postos em março de 2014 em protesto contra o atual presidente da entidade, Júlio César Rodrigues, sendo considerado, na época, como um dos líderes da oposição contra o gestor.

Lázaro José Gomes Júnior, atual secretário-geral da ordem, também deve disputar a presidência. Segundo ele, a proposta é avançar nas conquistas que tiveram início já nesta gestão, como o restabelecimento da harmonia e a modernização da instituição.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions