ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  09    CAMPO GRANDE 21º

Capital

"Queremos ganhar o jogo e de repente paralisa?", diz secretário sobre vacina

Sem nova remessa, vacinação segue suspensa para novos públicos na Capital

Por Paula Maciulevicius Brasil e Aletheya Alves | 13/04/2021 10:37
Secretário municipal de saúde, José Mauro diz que quando doses chegarem, prioridade será repescagem para finalizar imunização de 61, 60 anos e profissionais de saúde. (Foto: Paulo Francis)
Secretário municipal de saúde, José Mauro diz que quando doses chegarem, prioridade será repescagem para finalizar imunização de 61, 60 anos e profissionais de saúde. (Foto: Paulo Francis)

Depois de bater o recorde em vacinação, Campo Grande viu o calendário parar com a falta de doses. A expectativa é de que um novo lote chegue entre amanhã e quinta-feira, mas até lá, o que fica é o questionamento do secretário municipal de saúde, José Mauro Filho.

"Temos um time aquecido, ganhando campeonato, querendo ganhar o jogo e de repente paralisa?", reclama o titular da Sesau durante início da campanha de vacinação da gripe na manhã de hoje (13) na Unidade Básica de Saúde Familiar do Bairro Nova Lima, na Capital.

Quando as doses chegarem, a ideia é priorizar a repescagem e finalizar a imunização dos idosos entre 61 e 60 e profissionais de saúde. "Com isso, terminando esse público, a gente consegue ir para a segunda fase da vacinação", fala José Mauro.

Questionado se a falta de vacinas atrapalha a Capital, o secretário comenta que apenas "diminui o ritmo" e que Campo Grande segue fazendo o trabalho que foi determinado. "De vacinar o mais rápido possível.

Na visão do secretário, quando o Brasil começar a produzir mais vacinas, a partir do meio do ano, será possível chegar à meta da Capital. "Com aplicação de mais ou menos 15 mil doses diárias em Campo Grande em três ou quatro meses, estaremos todos vacinados", afirma.

Chegada - O 13º lote do imunizante deve ser enviado pelo Ministério da Saúde entre quarta e quinta-feira desta semana. Apesar da paralisação parcial da aplicação da vacina, o Estado segue sendo o primeiro do País em número de imunizados.

A prefeitura abriu um pré-cadastro para identificação prévia de pessoas 55 e 59 anos que serão vacinadas em Campo Grande. O cadastramento, apesar de não ser obrigatório, agilizará o atendimento de quem deve ser vacinado reduzindo o tempo de permanência no local da imunização.

Para realizar o cadastro é necessário preencher um questionário com dados pessoais no site da prefeitura de Campo Grande: vacina.campogrande.ms.gov.br. A identificação pelo sistema não é obrigatória, quem não conseguir se identificar pela internet poderá se dirigir aos locais de vacinação tendo em mãos os documentos obrigatórios.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário