ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 22º

Capital

“Quero meu pequenininho”: mãe chora, inconformada, a morte de filho de 3 anos

Luciene, de 22 anos, e Leandro, 33, despediram-se do filho na tarde desta segunda-feira

Por Anahi Zurutuza e Kamila Alcântara | 22/04/2024 16:21
Cena triste: mãe recebe consolo de familiar, enquanto pai de menininho fica ao lado do filho e irmãzinha tenta exergar garotinho em caixão (Foto: Kamila Alcântara)
Cena triste: mãe recebe consolo de familiar, enquanto pai de menininho fica ao lado do filho e irmãzinha tenta exergar garotinho em caixão (Foto: Kamila Alcântara)

Inconformada, Luciene, de 22 anos, a mãe do menino de 3 anos que morreu atropelado por motocicleta na tarde deste domingo (21) no Bairro Paulo Coelho Machado, em Campo Grande, chorou muito durante a breve despedida do filho. Aliás, pelo que falava ao ser consolada por familiares, queria poder mudar realidade e ter o filho nos braços. “Por que meu filho? Quero meu pequenininho de volta”.

O pai da criança, o auxiliar de serviços gerais Leandro, 33, passou o velório debruçado sobre o corpo do filho e a irmãzinha mais nova do garoto, uma menininha de 2 anos, sem entender o que acontecia, tentava enxergar o irmão, ficando na ponta dos pés ao lado do caixão. Ele recebeu o apoio da família e também dos colegas de trabalho.

Quem conseguiu conversar com a reportagem foi a avó do garotinho, Graciele Nóbrega, de 39 anos. Ela afirma que era muito apegada ao neto desde o nascimento. “Ajudei a minha filha no parto”.

Se lembra que o menino era muito ativo. “Ligado na tomada, bem elétrico”, define. Se recorda também das chamadas de vídeo que o neto fazia para ela. “Meu companheirinho, vai continuar sendo meu primeiro netinho. Luciene pode ter outros dez filhos, mas ele sempre será o primeiro”.

O velório aconteceu na capela no Cemitério Santo Amaro, durante 2 horas, na tarde desta segunda-feira (22).

Leandro, de 33 anos, ficou quase o tempo todo debruçado sobre o corpo do filho (Foto: Alex Machado)
Leandro, de 33 anos, ficou quase o tempo todo debruçado sobre o corpo do filho (Foto: Alex Machado)

O acidente - Conforme apurado com familiares pelo Campo Grande News, a vítima estava em frente de casa, na Rua Maria de Lourdes Viêira de Matos, e quando foi atravessar a rua, acabou atingida pelo veículo.

A criança foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada à Santa Casa. Apesar dos esforços para salvar o garoto, ele não resistiu aos graves ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O motociclista fugiu sem prestar socorro e seguiu em direção à Rua Catiguá. Ele ainda não foi identificado e a polícia faz diligências para encontrá-lo.

Ainda conforme a apuração da reportagem, o motociclista parou em uma conveniência logo depois do acidente. O estabelecimento fica a 300 metros de distância do ponto do atropelamento. Não há informações se ele ingeriu bebidas alcoólicas neste estabelecimento, mas câmeras de segurança do comércio podem ter registrado quanto tempo ele ficou no local e se tomou alguma bebida.

Nas redes sociais, moradores do Paulo Coelho Machado fizeram apelo para encontrar o motociclista. "O ser humano que fez isso deixou para trás um pedaço da moto que é prata. Pedimos por favor que apareça, você interrompeu uma vida que apenas estava começando", publicou uma mulher em grupo do Facebook.

No fundo da foto, bicicleta de criança vítima de acidente na tarde deste domingo (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
No fundo da foto, bicicleta de criança vítima de acidente na tarde deste domingo (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias