ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  24    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Rapaz que matou adolescente para roubar celular pega 20 anos de prisão

A sentença inicial foi de 24 anos, mas apelação à 2ª Câmara Criminal foi acatada e a pena reduzida

Por Lucia Morel | 07/12/2021 16:58
Mãe da vítima olhando foto do filho. (Foto: Kísie Ainoã)
Mãe da vítima olhando foto do filho. (Foto: Kísie Ainoã)

Aos 23 anos, Haniel Souza dos Santos foi condenado a 20 anos de prisão por latrocínio. Ele matou com um tiro outro jovem, Jean Kaio da Costa Oliveira na tarde de 26 de junho de 2018. A vítima tinha, na época, 17 anos e o autor, 20.

A sentença inicial foi de 24 anos, mas apelação à 2ª Câmara Criminal foi acatada e a pena reduzida. Para o relator, desembargador José Ale Ahmad Netto, entendeu que cabia redução da condenação porque apesar de antecedentes negativos, Haniel não tinha nenhuma condenação transitado em julgado.

Além disso, entendeu que “a prática de ato infracional (enquanto o autor não atingiu maioridade penal) não pode ser utilizada para fins de reincidência ou maus antecedentes”, como foi considerado pelo juízo de primeira instância.

Haniel em foto na Polícia Civil. (Foto: Reprodução)
Haniel em foto na Polícia Civil. (Foto: Reprodução)

Haniel foi recapturado pelo crime em agosto deste ano, depois de ter fugido da prisão em maio. Ele estava preso desde 2018, ano do crime. Quando recapturado, o Campo Grande News ouviu a mãe da vítima, Fernanda Leal da Costa, de 35 anos que até hoje lamenta a morte do filho.

O crime - Jean foi morto com um tiro no peito ao negar entregar o celular a Haniel durante o assalto na Rua Cláudio Coutinho, em Campo Grande. Na época, o delegado Reginaldo Salomão, contou que o autor chegou a confessar a morte do adolescente, inclusive, sem demonstrar arrependimento.

À polícia, ele contou que, na ocasião, saiu de casa de bicicleta já com a intenção de cometer o roubo. Ele, então, encontrou Jean distraído com celular no bolso e fone no ouvido, o que chamou a atenção do criminoso. Haniel o abordou e armado com revólver antigo, anunciou o assalto.

Jean chegou a ser socorrido por funcionários de um mercado próximo do local do crime. Ele chegou a ser levado por equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel à Urgência) para a Santa Casa, onde acabou morrendo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário