A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/10/2016 18:51

Rapaz que tentou matar garota de programa é condenado a 9 anos de prisão

Nyelder Rodrigues
Keferson foi condenado a prisão, enquanto Julio César foi inocentado (Foto: Pedro Peralta/Arquivo)Keferson foi condenado a prisão, enquanto Julio César foi inocentado (Foto: Pedro Peralta/Arquivo)

Foi condenado a nove anos e oito meses de prisão Keferson Gustavo Pereira, acusado de tentar matar em 11 de novembro do ano passado uma garota de programa para não precisar pagá-la. O crime aconteceu no cruzamento das ruas Passo Fundo e José Carlos Medina, no Jardim Vida Nova - região norte da capital.

Julio César de Souza Carvalho, que estava com Keferson no momento em que ele fez os disparos, também foi julgado, mas foi absolvido pelo juri, realizado nesta quarta-feira (19) pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Os réus respondiam por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio. De acordo com a denúncia, eles contrataram a vítima e uma amiga dela, mas por volta das 5h, no fim do programa, iniciaram uma discussão por causa do pagamento. Foi então que quando as duas garotas desceram do carro que Keferson atirou.

Uma das mulheres foi atingida e levada para Santa Casa. Ela resistiu aos ferimentos e não morreu. Antes disso, Julio César e Keferson também voltaram para o local do crime para que mais tiros fossem disparados. Quem dirigia era Julio e Keferson estava com uma pistola. Na denúncia, consta que ele atirou na cabeça da jovem.

No julgamento, a acusação pediu a condenação de Keferson por tentativa de homicídio qualificado e a absolvição do amigo dele por falta de provas. Já a defesa de Keferson pediu a absolvição dele argumento que ele agiu sob domínio da violenta emoção e injusta provocação da vítima, afastando as qualificadoras.

Além disso, a defesa de Keferson requereu a absolvição genérica do réu pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Quanto a Julio, foi acompanhado o entendimento da promotoria de justiça, de absolvição por insuficiência de provas.

Após reunião entre os jurados, foi decidido por maioria de votos que Keferson deveria ser condenado pelos crimes aos quais era acusado, pegando uma pena de nove anos e oito meses de prisão, iniciando em regime fechado, e também 20 dias-multa. Julio César foi absolvido.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions