ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Recurso para manter acusação por morte de segurança será apreciado no STJ

Prosseguimento foi negado pelo TJMS, mas houve pedido direto ao órgão federal, que autorizou andamento

Por Nadyenka Castro | 09/11/2012 16:58
João Escobar, pai de Brunão, em protesto um ano após morte do filho. (Foto: João Garrigó/ Arquivo)
João Escobar, pai de Brunão, em protesto um ano após morte do filho. (Foto: João Garrigó/ Arquivo)

Depois de ter pedido negado no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a acusação de Cristhiano Luna Almeida teve aval do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e terá recurso negado pelo órgão federal.

Cristhiano é acusado de matar o segurança Jefferson Bruno Escobar, o Brunão, em abril de 2011. Ele foi pronunciado por homicídio doloso qualificado pelo motivo fútil e pelo recurso que dificultou a defesa da vítima.

A defesa recorreu da sentença de pronúncia e o TJMS tirou as qualificadoras. Diante disso, o assistente de acusação impetrou recurso no Tribunal pedindo que o caso fosse analisado pelo STJ.

O TJMS negou prosseguimento e então a acusação solicitou diretamente ao STJ que o recurso passasse por análise do órgão. O ministro Og Fernandes autorizou andamento do recurso.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário