A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/03/2011 09:25

Recursos fazem prefeitura cancelar licitação para circuito de tv no trânsito

Marta Ferreira

Concorrência de R$ 4 milhões deve ter novo edital

A Prefeitura de Campo Grande revogou a licitação aberta no dia primeiro de fevereiro deste ano para a instalação de um circuito de câmeras de televisão para o monitoramento do trânsito em Campo Grande, avaliado em R$ 4 milhões.

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade Junior, diz que o cancelamento foi em virtude dos recursos apresentados por empresas que entraram na disputa.

De acordo com ele, a Prefeitura optou por cancelar o processo licitatório, analisar os recursos e ver o que poder aproveitado num novo edital. Rudel acredita que o novo edital saia dentro de 30 dias.

A expectativa dele é que o circuito seja implantado ainda este ano.

Conforme o presidente da Agetran, cerca de 10 empresas, a maioria de fora do Estado, apresentou proposta para a licitação.

Os recursos apresentados, pelo menos meia dúzia, conforme Rudel, foram relacionados a “detalhes técnicos”.

Do que se trata- Polêmica, a ideia é que as câmeras a serem instaladas ajudem a monitorar 24 horas o comportamento dos motoristas, mas sem serem utilizadas para punições.

O circuito de televisão é parte do projeto Pró-Transporte, com recursos federais, que incluem também a modernização semafórica em Campo Grande.

De acordo com as informações da Agetran, a intenção não é multar os condutores de veículos. As imagens, segundo explicação de Rudel, vão ajudar a verificar o que está acontecendo no trânsito e serão usadascomo ferramenta para que as equipes de atendimento possam se deslocar com mais agilidade em casos de acidente.

Em casos de acidentes de trânsito em que haja controvérsias de motoristas, será possível usar as imagens das câmeras para saber de quem foi a culpa.

Na primeira etapa, segundo anunciado na abertura da licitação, devem ser instaladas cerca de 20 câmeras, em locais movimentados como na avenida Afonso Pena.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Esse Rudel deveria instalar um quebra molas na Rua resedá, bairro cidade jardim. VC vai gastar 60 reais com 3 sacos de cimento e com isso evitar um atropelamento. O problema é que só custa 60 reais..
 
aparecido luz em 11/03/2011 12:30:41
Acredito que antes do Sr. Rudel instalar essas cameras na cidade, que tera muito pouco utilidade no momento, o que precisamos mesmo é melhorias em sinalizações, faixas de pedestres,placas informativas e educativas;asfalto de primeira qualidade nas ruas da cidade, pois o que temos no momento são pistas de raly. Com esse montante que será gastocom cameras de tv, poderia recapear muitos quilometros de ruas e av de campo grande; se ja não bastasse esse transito lento da cidade o que só provoca acidentes, deveria sim, criar vias expressas rápidas e não instalar cameras de tv na cidade. Será que é tão necessário um investimento tao alto em cameras de tv neste momento? O transito não teria outras prioridades urgente ? Se já não basta os radares, que mais provocam acidentes, e o retorno da industria das multa ??
 
Antonio Elvis em 11/03/2011 10:20:19
Instalar 20 cameras e não multar ninguém, por R$ 4 milhões?
Negócio bom em!
Esse é bom de negócio, Campo Grande esperou 20 anos por uma rodoviária de R$ 12 milhões, foi contratata uma empresa p instalar 100 radares em semaforos por R$ 24 milhões por 4 anos!
 
Márcio Santos em 11/03/2011 02:35:44
As câmeras seriam prá monitorar os buracos e a falta de sinalização, a péssima qualidade do asfalto???
 
JOÃO ANDRÉ em 11/03/2011 02:27:10
É necessário colocar novos agentes de transito para ajudar na fiscalização dos maus condutores, isso sim dá resultado, basta para isso aumentar o efetivo e a convocação urgente dos 20 novos agentes aprovados em concurso, só a presença desses agentes na rua já inibi os maus condutores , trazendo tranquilidade e confiança para toda a população de nossa capital e as pessoas que nos visitam.
 
Walter Lucio Alves de Oliveira em 11/03/2011 01:46:00
Antes de se gastar tanto dinheiro com câmeras, deveria beneficiar os usuários do trânsito sinalizando melhor as ruas, com placas indicativas, nomes das ruas e instalando semáforos com indicador de tempo ( como Dourados, Curitiba e outras cidades do Paraná)ou então aqueles que possuem outros sistemas de informação DE TEMPO. Com esses semáforos o motorista tem exata noção do tempo que tem para transpor o sinal, quer dizer só vai tomar multa se realmente desejar " furar" o sinal, pois hoje o que se vê nos principais cruzamentos( exemplo: a Mato Grosso com Bahia) com câmeras para velocidade e transposição do sinal fechado sem o tempo certo, nossos semáforos não nos proporcionam saber se dá para passar, pois é muito rápido do verde/amarelo/vermelho..
Não é com câmeras que se reduz acidentes, o que está se propondo com essas instalações nesses semáforos antigos é a INSTALAÇÃO DA INDÚSTRIA DAS MULTAS COMO NO PASSADO. Duvido que o Sr. Rudel e demais responsáveis pelo trânsito NÃO CONHEÇAM SEMÁFOROS MAIS EFICIENTES QUE OS ATUAIS E QUE MOSTREM EM NÚMEROS(SEGUNDOS) DISPONÍVEIS PARA EFETUAR O CRUZAMENTO. A quem interessa a instalação dessas câmeras, dos semáforos programados como estão? Caro leitor, certamente a você não interessa, aguarde receber a notificação pelo correio de multa. Sentirá no bolso. VAMOS RECLAMAR PARA QUE O PODER PÚBLICO TROQUE OS SEMÁFOROS PELOS MAIS EFICIENTES, COM INDICATIVO DE TEMPO, NÃO DO TIPO EXISTENTE HOJE( ARAPUCA PARA APLICAR MULTA).
 
JOÃO SOUZA em 11/03/2011 01:21:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions