A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/10/2015 16:13

Secretário-geral da OAB é o quinto a oficializar chapa para presidente

Ricardo Campos Jr.
Lázaro assumiu cargo na diretoria da OAB após renúncia coletiva ocorrida em 2014 (Foto: Marcos Ermínio)Lázaro assumiu cargo na diretoria da OAB após renúncia coletiva ocorrida em 2014 (Foto: Marcos Ermínio)
Secretário-geral protocola chapa para concorrer à presidência (Foto: Marcos Ermínio)Secretário-geral protocola chapa para concorrer à presidência (Foto: Marcos Ermínio)

Lázaro José Gomes Júnior é o quinto candidato na disputa pela presidência da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional de Mato Grosso do Sul) e o segundo integrante da atual diretoria a concorrer ao cargo. Ele atualmente ocupa o posto de secretário-geral da entidade, tendo assumido em 2014 após a polêmica debandada de profissionais contrários à postura de Júlio César Rodrigues, que mantinha vínculos com o poder público.

O profissional protocolou a chapa nesta quarta-feira (21). Ele aposta no apoio da categoria que o levou à vitória no pleito suplementar realizado após a renúncia coletiva.

“Conseguimos trabalhar pela paz dentro da entidade juntamente com os demais colegas e trouxemos conquistas relevantes, entre elas, a biblioteca digital da ESA (Escola Superior de Advocacia) e restabelecemos diálogos com os advogados da Capital e interior”, explica Gomes Júnior.

Ele afirma que deseja um mandato completo para continuar “com o mesmo propósito de elevar a entidade acima de interesses pessoais”, garante.

Entre as propostas da chapa do secretário-geral está a criação de um centro de assistência ao advogado na sede da OAB, “um espaço reservado para os profissionais que precisam fazer atendimentos de emergência, para que desenvolvam as atividades dentro da entidade”.

Gomes Junior também tem projetos voltados para as mulheres, como brigar pela preferência em pautas de audiências para as advogadas gestantes e com filhos pequenos, bem como criar brinquedotecas nas maiores salas da ordem, no Fórum e no Juizado Especial.

Disputa – O vice-presidente da instituição, Mansour Karmouche, também está concorrendo ao cargo. Ele registrou a chapa na semana passada prometendo uma campanha propositiva sem ataques pessoais aos adversários. Ele conseguiu o apoio de Gervásio Oliveira, que antes pretendia lançar candidatura própria, mas acabou entrando na disputa como vice.

Se por um lado a disputa tem como candidato um diretor que assumiu após a renúncia coletiva, por outro tem July Heyder da Cunha Souza, que fez parte do grupo de dirigentes que deixou a ordem em protesto contra Julio Cesar, na época considerado um dos líderes da oposição contra o atual presidente.

A eleição também faz história. Pela primeira vez, a entidade tem um candidato à presidência do interior, Afeife Hajj, que também abriu a sequência de registros das chapas. Com 35 anos de profissão cumprindo o quarto mandato de conselheiro federal da categoria, afirmou sentir-se preparado para dirigir a entidade.

Com discurso oposicionista, criticou a postura adotada pelos atuais gestores e prega mudanças na forma de conduzir as atividades, dizendo que a atual gestão perdeu o foco e não vem cumprindo o papel institucional.

Também concorre ao cargo o professor universitário, doutorando em direito processual civil e vice-diretor da ESA (Escola Superior de Advocacia), Luiz Renato Adler Adler, que estava mobilizando a candidatura há quatro anos, segundo a assessoria de imprensa, em reuniões com colegas que relatavam as dificuldades no exercício da profissão e acredita que muito pode ser feito para melhorar a advocacia no estado.

O atual presidente Julio Cesar Rodrigues irá concorrer à reeleição. Ele protocolará o registro da candidatura ainda nesta quarta, prazo final para os interessados em disputar a presidência entregarem a documentação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions