A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/09/2013 07:00

Simpósio de engenharia civil na UCDB reúne profissionais e acadêmicos

Luciana Brazil
Engenheiro Mario Borges durante palestra na UCDB. (Foto: Divulgação)Engenheiro Mario Borges durante palestra na UCDB. (Foto: Divulgação)

O 1° Simpósio de Engenharia Civil realizado pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), em Campo Grande, que terminou na última sexta-feira (27) levou aos alunos a importância da disciplina no curso de engenharia. Com o tema Engenharia de Incêndio, o simpósio teve início no dia 23 e reuniu alunos e profissionais da área.

O diretor da empresa Cosenge Engenharia de Incêndio, o engenheiro Mario Borges, fez um retrospecto das tragédias ocorridas recentemente em Campo Grande, como os incêndios nas lojas Planeta Real e Paulistão. Ele ainda relembrou a o caso da Boate Kiss e do edifício Andraus.

A intenção do evento é despertar na população e nos empresários, começando pelos acadêmicos, a importância de instalar equipamentos preventivos contra incêndio e de se legalizar perante a legislação.

Borges afirmou que a disciplina é abrangente e multidisciplinar, já que aborda questões arquitetônicas e estruturais nos prédios, como saídas de emergência, materiais utilizados na construção, sistemas hidráulicos e elétricos, controle de fumaça nas edificações, e ainda equipamentos eletrônicos de detecção e alarme de incêndio.

A coordenadora do curso de engenharia civil, a professora Rocheli Carnaval Cavalcanti, explica que o evento é voltado para acadêmicos, mas leva profissionais que estão no mercado de trabalho para o universo dos alunos.

“Isso ajuda a prepara os alunos. Na hora que ele chegar ao mercado de trabalho ele estará preparado para lhe dar com as questões importantes da profissão”.

Ela lembra ainda que com o aumento da fiscalização na área de engenharia, principalmente após tragédias recentes no páis, a própria sociedade começa a cobrar a legalidade das empresas. “Quando as exigências se tornam públicas, a sociedade começa a cobrar ”.

O presidente do Crea/MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul), Jary de Carvalho e Castro, que participou do evento, falou sobre motivação profissional e sobre os incentivos à carreira do engenheiro.

Segundo ele, além do profissional ser bastante requisitado, ele é necessário para o desenvolvimento de diversos projetos.

Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...
Mulher é atropelada pelo ex-marido e está em estado grave na Santa Casa
Uma mulher de 33 anos foi atropelada pelo ex-marido e está internada em estado grave na Santa Casa de Campo Grande, sedada e entubada na CTI (Centro ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions