A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

25/05/2016 10:22

Suspeito de duplo homicídio, homem é encontrado morto em cela do Garras

Viviane Oliveira
O preso foi encontro morto, nesta madrugada em uma das celas do Garras. (Foto:  Guilherme Henri)O preso foi encontro morto, nesta madrugada em uma das celas do Garras. (Foto: Guilherme Henri)

Suspeito de duplo homicídio na região de fronteira, Guilherme Gonçalves Barcelos, 31 anos, foi encontrado morto em uma das celas do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos e Resgate, Assaltos e Sequestros), na madrugada de hoje (25), em Campo Grande. O homem teria se enforcado com uma calça jeans.

Conforme a Polícia Civil, Guilherme foi preso no final da noite de ontem (24), pela DEH (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Homicídio) em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca de Bela Vista.

Durante investigação, Guilherme fugiu para à Capital e ficou hospedado em um hotel no Centro, onde foi preso. Durante a abordagem, o homem parecia estar fora de si e tentou reagir, mas foi detido e levado à delegacia.

A Polícia Civil já instaurou procedimento para apurar o caso. Informações sobre o duplo homicídio não foram informadas, pois segue em segredo de Justiça. Durante a prisão, Guilherme não quis fornecer nenhuma informação sobre o crime. Ele alegou que se falasse alguma coisa estaria colocando sua vida e da família em risco.

Até o momento não há confirmação se Guilherme era investigado pelas mortes do policial civil Anderson Celin Gonçalves da Silva, 36, e Alberto Aparecido Roberto Nogueira, 55, o Betão, considerado um dos maiores pistoleiros de Mato Grosso do Sul. No dia 21 de abril, os dois corpos foram encontrados carbonizados em uma caminhonete Toyota Hilux, em Bela Vista.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions