A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/06/2016 14:10

Suspeito entrega rival e polícia recupera pistola furtada de promotor

Paulo Yafusso
Pistolas e drogas apreendidas durante ação das policiais civil e militar em Campo Grande (Foto: Divulgação/Derf)Pistolas e drogas apreendidas durante ação das policiais civil e militar em Campo Grande (Foto: Divulgação/Derf)

Ao apurar furto de arma e tráfico de droga, equipes da Derf (Delegacia de Roubos e Furtos) e da PM (Polícia Militar) acabaram prendendo quatro homens e apreendendo três pistolas que haviam sido furtadas de policiais e de um promotor de Justiça, cujos nomes não foram divulgados. A ação foi na Vila Nhanhá, uma das regiões de Campo Grande com maior concentração de pontos de distribuição de entorpecentes.

Segundo informou o delegado Reinaldo Salomão, da Derf, policiais da unidade estavam monitorando a casa de Breno Henrique Veríssimo, após receber a informação de que três armas furtadas estavam em poder dele. Mas no início da tarde desta quarta-feira (15), uma guarnição da PM chegou à residência e, após conversar com um morador, Breno apareceu já com um advogado.

A equipe da Derf entrou em contato com os policiais militares e então fizeram buscas na casa de Breno, onde foram encontrados meio tablete de maconha e porções de pasta base de cocaína. Durante a abordagem, o rapaz entregou Alessandro Leite Matos, com quem foi apreendido uma pistola .40 municiada, que havia sido furtada de um inspetor da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Breno acabou delatando que Vanderson Paulo Henrique Siqueira também estava com armas furtadas. Os policiais foram então até Siqueira, com quem foram apreendidos 72 munições e três carregadores, sendo um de pistola .40 e outro de .380, além de papelotes de pasta base de cocaína.

As “deduragens” não pararam e Vanderson entregou Alyson Souza, dizendo que ele também teria armas. Mas durante buscas na casa de Souza, foram encontradas 33 papelotes de pasta base e quatro porções de cocaína.

De acordo com o delegado Reinaldo Salomão, está sendo investigado se uma das pistolas apreendidas é a que pertence a um PM ou um policial civil, que foram vítimas de furto. Para ele, apreender três armas, todas pistolas e pertencentes a autoridades, “não pode ser apenas coincidência”. Por isso, a Derf investiga se os presos definiam previamente os alvos dos furtos.

Outra curiosidade da ocorrência é que que Alyson Souza é inimigo dos outros três presos, por isso a polícia desconfia que Vanderson tenha dedurado Alyson por vingança. Todos eles já tem passagens pela polícia, a maioria por furto.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions