A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/08/2011 17:02

TJ mantém bloqueados bens de ex-mulher de jornalista que matou no trânsito

Viviane Oliveira

A decisão é para garantir futura indenização para familiares da vítima

Por unanimidade, a 2º Turma Criminal negou o pedido da ex-mulher do jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 61 anos, contra decisão que mantém bloqueados todos os bens dela e de seu ex-esposo.

A decisão é para garantir futura indenização para familiares da vítima de homicídio que seu ex-marido foi denunciado como autor. O jornalista se envolveu em uma briga de trânsito que matou Rogério Mendonça, de dois anos.

O relator do processo, desembargador Romero Osme Dias, entendeu que a defesa usou um recurso jurídico inadequado. “A defesa não se conforma com a decisão unânime proferida pela 2º Turma Criminal”.

Desse modo, o relator argumentou que os embargos não podem ser utilizados para rediscutir o mérito debatido na decisão.

TJ nega mais um recurso de Agnaldo contra júri pela morte de Rogerinho
Foi rejeitado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul o recurso especial que a defesa do jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, de 61 anos, im...
Jornalista que matou em briga de trânsito tenta novamente liberdade
Mais um pedido foi feito à JustiçaPreso desde setembro do ano passado, o jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 61 anos, tenta mais uma vez sair da ...
TJ mantém decisão que levou Agnaldo a júri pela morte de Rogerinho
Foi mantida nesta tarde pela 2ª Turma Criminal do TJ a decisão que mandou a júri popular o jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 61 anos, que matou ...
Juiz rejeita recurso contra sentença que mandou jornalista a júri popular
Acusação quer manter caso como homicídio duplamente qualificadoO juiz Carlos Alberto Garcete, da 1ª Vara do Tribunal do Júri e dos Crimes Dolosos Co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions