A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/04/2013 12:57

Tribunal de Justiça nega volta da guarda do cão Scooby à Prefeitura

Luciana Brazil
Scooby continua o tratamento contra leishmaniose continua com voluntário do Abrigo dos Bichos. (Foto:Arquivo/Luciano Muta)Scooby continua o tratamento contra leishmaniose continua com voluntário do Abrigo dos Bichos. (Foto:Arquivo/Luciano Muta)

O Tribunal de Justiça do Estado (TJ/MS) indeferiu, na quinta-feira, o recurso impetrado pela Prefeitura de Campo Grande, que pedia o retorno do vira-lata Scooby ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

A determinação do TJ manteve a guarda temporária do cão com a Sociedade de Proteção e Bem-Estar Animal- Abrigo dos Bichos. No dia 15 de janeiro, a Justiça determinou que o cão, que estava no CCZ, fosse levado para o Abrigo dos Bichos. Diante da decisão, a Prefeitura impetrou recurso para que o animal fosse devolvido ao órgão e sacrificado. Ontem, o TJ indeferiu o recurso.

Scooby ficou conhecido depois de ser amarrado em uma moto e arrastado do bairro Aero Rancho até o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) pelo dono, em 2012. O animal tem leishmaniose e foi pivô da polêmica envolvendo o tratamento à doença. A orientação do Ministério da Saúde é a eutanásia, mas o ex-prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) determinou que o animal fosse preservado, depois de uma campanha nas redes sociais.

Segundo a presidente do Abrigo dos Bichos, Maíra Kaviski Peixoto, a decisão de ontem não é definitiva, mas representa mais uma batalha vencida. “O que foi julgado foi apenas um recurso. O processo continua correndo”.

Ela lembra que o cão está sadio e continua fazendo o tratamento contra a doença. “Ele está em tratamento e está ótimo”.

Scooby está na casa da ex-presidente do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária), Sibele Cação, voluntária do Abrigo dos Bichos, que teve o mandato frente à instituição cassado por defender o tratamento do cão, ao invés da eutanásia.



No terreno baldio ao lado da minha casa tenho uma variedade de insetos e animais peçonhentos e o CCZ não esta preocupado, mas com um órgão que busca tratar e conservar o "animal" eles querem briga, é pra acabar mesmo.
 
Helton Maximo em 12/04/2013 13:15:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions