A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/10/2014 12:16

Vítima de homicídio na Vila Nhá-Nhá já tinha passagens pela polícia

Renan Nucci

Jackson Willian da Silva Ozuna, 23 anos, executado de noite de sábado (04) com Robson Gonçalves de Mendonça, 25 anos, na Vila Nhá-Nhá, em Campo Grande, tinha passagens pela polícia. O crime aconteceu em uma casa na Rua Floriano Paula Corrêa. Ele tentou matar um homem e matou um estudante em 2008.

Segundo dados do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) Jackson era réu em processos de tentativa de homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, que tramitam na 1ª Vara do Tribunal do Júri, 6ª e 1ª varas criminais da Capital, respectivamente.

Consta em registro policial que em 2010, o rapaz de 23 anos atirou três vezes contra Ricardo Oliveira Rosa, que sobreviveu à tentativa de homicídio. Dois anos antes, Ricardo matou com duas facadas o estudante Jeferson da Silva Chaves, após uma festa de aniversário no Bairro São Conrado.

Crime na Nhá-Nhá – Jackson e Robson foram executados por dois homens que chegaram a casa em uma moto Honda Twister preta. O piloto ficou ao lado de fora, enquanto o passageiro invadiu o local atirando com uma pistola 9 milímetros. O corpo de Jackson apresentava ferimentos por seis tiros. Robson, atingido por oito disparos, morreu debaixo de uma cama. A reportagem não encontrou registros de atecendetes criminais no nome dele. O caso é investigado pela 5ª Delegacia de Polícia da Capital.

Homem invade casa e mata duas pessoas a tiros na Vila Nhá-Nhá
Dois homens foram mortos com tiros de pistola 9 milímetros em uma edícula localizada nos fundos de uma casa, na noite de ontem (4), na Rua Floriano P...
Casa de alvenaria pega fogo na Vila Nhá-Nhá
Uma casa de alvenaria pegou fogo, por volta das 18h15, deste domingo (9) na Vila Nhá-Nhá, em Campo Grande. De acordo com informações do Corpo de Bomb...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions