A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/02/2011 14:43

Vítima de sequestro diz que rezava pela vida no cativeiro

Ricardo Campos Jr.

Acadêmico de direito foi abordado ao sair de casa noturna

Vítima escapou quando o bandido que vigiava dormiu. (Foto: Adriano Hany)Vítima escapou quando o bandido que vigiava dormiu. (Foto: Adriano Hany)

“Eu só rezava pela minha vida. Eu pensava que ia morrer”, disse, ainda abalado, o acadêmico de direito de 36 anos vítima de sequestro nesta madrugada em Campo Grande. Ele foi resgatado por equipes do Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) e Rotac (Rondas Táticas da Capital) por volta das 9 horas e passou o resto da manhã na Defurv (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículo).

Sem permitir imagens, ele conta que saiu de casa para fazer caminhada e antes de voltar passou na casa noturna Bar 21, de onde saiu somente na madrugada de hoje. Quando chegou ao carro, um Peugeot 207, foi abordado por 3 bandidos, apenas um deles armado.

O acadêmico relata que foi colocado de cabeça baixa no banco de trás do veículo e por isso não pôde observar as características dos assaltantes. “Se eu levantava a cabeça um pouquinho eles falavam que iam me matar”, afirma.

Quando chegaram ao cativeiro, no Clube dos Servidores do Tribunal de Contas, localizado na rua Rio Turvo, os bandidos entraram com o Peugeot no local e pararam diante de uma casa que fica aos fundos. A vítima relata que teve os pés e as mãos amarradas, estas, atrás das costas.

Ele conta que foi colocado dentro de um quarto em cima de um colchão que estava no chão, enquanto um dos bandidos, identificado como Marvin Moreira Klinguelffuss, permaneceu em cima de uma cama apontando a arma, um revólver calibre 38, para a vítima.

Os demais integrantes da quadrilha foram embora do local. O acadêmico relata que os braços dele doíam e pediu ao bandido que o deixasse amarrá-los na frente do corpo. “Ele amarrou muito mal amarrado. Logo ele pegou no sono”, conta.

A vítima diz que o seqüestrador tentava contatar uma pessoa pelo celular e em determinado momento simplesmente deitou, ainda com o celular e arma nas mãos. Esse foi o momento, que segundo o acadêmico, aproveitou para escapar.

Ele relata que depois de ter se desamarrado notou que a porta por onde havia entrado estava fechada e ficou com medo de abri-la e acordar o bandido com o barulho.

“Eu pensei: vou ter que sair por outro lugar. Vi que tinha uma porta lateral que estava aberta. Saí e vi que era o Parque dos Poderes. Pulei o muro e saí no Fórum Eleitoral e sabia onde eu estava. Liguei para a Polícia do orelhão que fica lá na frente e entrei dentro do Fórum. Fiquei com medo de ele acordar e vir atrás de mim”, conta a vítima.

Adolescente envolvido disse que apenas emprestou o carro e acompanhou os bandidos sem saber que se tratava de um sequestro. (Foto: Simão Nogueira)Adolescente envolvido disse que apenas emprestou o carro e acompanhou os bandidos sem saber que se tratava de um sequestro. (Foto: Simão Nogueira)

O acadêmico fala que o Cigcoe chegou em questão de minutos e foi ao encontro deles. De acordo com relatos passados pela Polícia, o bandido ainda dormia. A vítima conta que os policiais fizeram com que o assaltante ligasse para os comparsas que foram ao local e acabaram presos.

Foram levados para a Defurv, além de Marvin, Felipe Almeida Rodrigues, 24 anos, Toniel Ramires Gonçalves, 24 anos e um adolescente de 17 anos.

Antecedentes - Segundo informações da Defurv, o adolescente não possui passagens pela Polícia. Felipe, além de ser procurado pelo envolvimento em um sequestro relâmpago a 3 jovens na saída de uma boate no último dia 10 de fevereiro, já foi indiciado por formação de quadrilha.

Não foram encontrados registros policiais relacionados aos demais envolvidos. Contudo, de acordo com informações obtidas na delegacia, será feita uma checagem mais precisa posteriormente.

Ainda estão foragidos, segundo informações da Polícia, o caseiro do Clube dos Servidores Wilson Aveiro Gonçalves, 24 anos, que teria alugado o local para servir como cativeiro e um quinto envolvido não identificado.

Versão - Ao Campo Grande News, o adolescente disse que não ajudou a planejar o crime. “O Felipe ligou para mim e pediu o carro do meu pai emprestado”, relata. No caminho, eles deixaram o pai do adolescente em um salão de cabeleireiro, no bairro Estrela Dalva, e seguiram para o cativeiro. O adolescente revende DVDs piratas, que foram apreendidos. O veículo do refém ainda não foi localizado.



Igual a esse rapaz (vitima) outros milhares de pais de familia, homens, mulheres e crianças, são assassinados, torturados, humilhados por esses bandidos, e quando prendem esses mostros ai vira menor infrator,suspeitos e tem toda proteção para não levarem uma piaba bem dada, pelo menos eles sabem porque esta apanhando, e os inocentes, sem ninguem pra defender, apanham são torturados por esses mostros e são condenados a carregarem esse trauma para o resto da vida e quando esses bandidos são capturados dizem que foram toturados; "que sorte a deles", pois deviam ser fuzilados, e ainda acha quem defenda esses montes de M...... mais uma coisa é certa, "PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS E REFRESCO.
 
Carlos Arruda em 26/02/2011 10:23:14
Já esta cansando esta história de PM em delegacia, o SR. Robeson e SR donizete, esta história já foi resolvida pois está na legalidade, agora se vocês não tem oque falar, e não tem conhecimeto da lei fiquem quietos.
 
Marco Antonio em 26/02/2011 09:57:06
Olha na minha opinião eles foram besta neh,1 para faazer algo assim tem que ter consiencia e pelomenos saber oq tah fazendo *--*

Foraam manes mas tudo beem :s
 
Evellyn Vitoria em 25/02/2011 11:51:27
Parabéns novamente a ação rápida da PM - CIGCOE.
Detalhe: acão rápida porque não estavam de plantão em frente a Delegacia esperando pra entregar algum preso, essas burro-cracias estão caminhando 1 passo a frente e 2 pra trás.
 
Robeson Oliveira em 25/02/2011 08:29:27
ja imaginou se essas viaturas da pm q socorreram o rapaz estivessem na porta de uma delegacia esperando pra entregar algum preso para o delegado de plantão, a quem o jovem iria recorrer? ao chapolim colorado? kkk. infelizmente muitos só enxergam a coisa como ela realmente é na pratica se passar por um sufoco.
 
donizete canale em 25/02/2011 03:13:02
A vítima fez a sua parte chamou a policia, kd o veículo? numa altura dessa o veiculo já esta no outro país, por ai vcs vê que as seguranças não estão sintonizados, esta faltando ainda muita coisas pra resolver a questão de segurança, aproveita o embalo e comunica este fato ao ministro da justiça pra ver se o mesmo tem uma solução pra este fato.
 
Felipe Salinas em 25/02/2011 03:04:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions