A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/04/2015 11:43

Vítima reconhece agressores e Guarda "condena " atuação da PM

Liana Feitosa e Caroline Maldonado
Vítima foi encaminhada ao IMOL pela PM para passar por exames. (Foto: Simão Nogueira)Vítima foi encaminhada ao IMOL pela PM para passar por exames. (Foto: Simão Nogueira)

O homem encontrado ferido na rua Dom Aquino, centro da Capital no fim da madrugada desta sexta-feira (3), reconheceu agressores e afirmou ser vítima de GMs (Guarda Municipal). "Foram dois guardas. Foi uma coisa sem explicação, do nada", disse o jovem, que pediu para não ser identificado.

Ele preferiu contar poucos detalhes sobre o caso, mas disse ao Campo Grande News que estava indo buscar uma bicicleta quando foi agredido. Durante a conversa com a equipe de reportagem, reclamou de fortes dores na costela.
Ele está com uma atadura no braço direito e foi encaminhado ao IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) pela PM (Polícia Militar) para passar por exame de corpo de delito.

Defesa - Segundo Hudson Pereira Bonfim, presidente do Sindicato dos Guardas Municipais da Capital, esse é um "fato completamente isolado." Ele critica a atuação da PM em relação ao caso.

"Estamos na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro agora para registrar boletim de ocorrência e realizar exame de corpo de delito porque a atuação da PM foi completamente abusiva. GMs estão lesionados, foram agredidos com spray de pimenta", afirma Bonfim.

O guarda confirmou que uma viatura da PM foi deslocada até a base da GM, na rodoviária, deu voz de prisão e pediu reforço ao Batalhão de Choque. "O comandante da viatura da PM agiu de forma equivocada. Eles nem sabiam o que tinha acontecido e chegaram invadindo, dando voz de prisão a todos os guardas. Os PMs acusaram os guardas de desobediência e resistência, teve guarda agredido, o óculos de um dos guardas foi quebrado", alega Bonfim.

Afirmação - "Quero deixar claro que essa não é uma conduta de toda a PM, mas que, na verdade, foi um procedimento equivocado adotado por essa guarnição, um episódio isolado, de responsabilidade do comandante dessa viatura da PM que atendeu a ocorrência", reforça o presidente do sindicato.

"Então estamos elaborando um boletim de ocorrência, vamos fazer exame de corpo de delito e vamos encaminhar o caso para o Ministério Público", completa Bonfim.

Para o policial militar Edmar Soares, presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM, o caso indica a necessidade urgente de haver distinção entre as fardas da PM e da Guarda Municipal, já que a testemunha que acionou a PM não sabia indicar os agressores porque a farda da GM e da PM são parecidas.

"Tudo indica que a agressão realmente partiu dos guardas municipais. A vítima foi encontrada no chão, sozinha, pela PM a cerca de 100 metros de uma base da Guarda, na antiga rodoviária de Campo Grande", disse Soares ao Campo Grande News.



Muito bonito,...como castigo os PMs e os Guardas Municipais vão DECORAR até não esquecer mais o que diz a "Lei 4898 de 9 de Dezembro de 1965"........
 
Makale em 06/04/2015 17:15:57
E ainda vão utilizar armas com uma incompetência como essa, falta de profissionalismo se é que são!!! Pegam um cidadão a ermo e o espancam...a função da guarda não e abordar pessoas nas ruas, não possuem autoridade e conhecimento para isso..função de estar nas ruas é competência da policia. A guarda apenas cuida do patrimônio publico são nada mais que um vigia comum.
 
jao em 04/04/2015 12:30:08
A PM, como uma instituição há muito tempo solidificada e reconhecida pela população, deve exigir que outra instituição, como a guarda municipal, tenha sua identificação visual própria, para que os cidadão possam identificar de imediato o agente público. O uniforme da guarda municipal é identica à da PM; Isso não é bom senhores da PM.
 
Lemes em 04/04/2015 00:14:03
A cor azul marinho e padrão no brasil inteiro, conforme foi aprovado pela presidente Dilma, alguns querem corromper as instituições, mas não vão, aos comentários maldosos, pêsames.
 
fabinho em 03/04/2015 22:31:40
Lindo tudo isso...os guardas recebem voz de prisão de um policial, desrespeita, causa tumulto, a PM usa spray para controlar a situação e agora o Sr Hudson vem dizer que os guardas são coitadinhos!!!

Poupe a população dessas "xurumelas" Sr Hudson porque GUARDA MUNICIPAL é para cuidar de PRÉDIO DE PROPRIEDADE DO Município e não sair dando pancada nas pessoas pelas ruas.
Agrediu a pessoa sem justo motivo, deve sim prestar esclarecimentos na Policia Civil.
Deixo claro que não sou policial, mas expresso aqui a opinião de muitos populares!
 
Lucatop em 03/04/2015 15:21:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions