A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/09/2010 13:19

Chuvas afetaram 648 casas e cerca de 2 mil pessoas em MS

Redação

Pelo menos 648 residências foram danificadas por conta dos temporais que atingiram Mato Grosso do Sul nos últimos três dias, de acordo com dados preliminares da Defesa Civil Estadual. Aproximadamente 2 mil pessoas foram afetadas diretamente e amargaram prejuízos com as chuvas.

De acordo com o coronel Ociel Ortiz, comandante da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, os municípios que tiveram maiores prejuízos com os temporais, além de Campo Grande, foram Ponta Porã, Dourados, Naviraí, Corumbá, Batayporã, Nova Andradinha e Três Lagoas. Em todos eles agentes da Defesa Civil contabilizam os danos e avaliam as condições das residências afetadas.

Em Ponta Porã a chuva que caiu entre sábado e domingo causou uma morte. O indígena José Arce, 45, foi carbonizado após sua casa ter sido incendiada por causa de um raio. A mulher dele, Miguela Vargas, foi lançada para fora da casa. Além dela, outra pessoa, ainda não identificada, ficou ferida com a queda de granizo.

De acordo com os primeiros dados coletados pela Defesa Civil, 20 casas teriam sido danificadas pelo granizo e outras 10 por inundações.

Já em Dourados a chuva de granizo afetou 118 residências, principalmente na zona rural do município. A Defesa Civil distribui desde domingo lonas para famílias que tiveram avarias nos telhados.

Naviraí foi o município que teve mais casas afetadas - cerca de 500 - todas atingidas pela queda de granizo, de acordo com os dados preliminares. Uma casa foi interditada esta manhã pela Defesa Civil por estar próxima a um desmoronamento de terra causado pela quebra de um cano de abastecimento de água.

Em Corumbá o vendaval derrubou arvores e destelhou casas, mas o número total de atingidos ainda não foi contabilizado pela Defesa Civil. Os ventos, que chegaram a 107 quilômetros por hora, derrubaram cerca de 20 árvores e um poste de iluminação.

Defastada - Em Três Lagoas as chuvas dos últimos dias derrubaram duas casas. Uma pessoa morreu e outra ficou ferida ao cair de um telhado no momento do vendaval.

Além de destelhar casas e um ginásio de esportes, o temporal derrubou arvores, muros e placas de publicidade, além de causar problemas de comunicação e de falta de água. A prefeitura investiga ainda se outras 3 pessoas morreram por conta do vendaval.

Nova Andradinha também registrou prejuízos e Batayporã decretou estado de emergência.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions