A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/08/2009 11:25

CPI não emplaca na Câmara e vereadora retira assinatura

Redação

Sem nem mesmo ter as assinaturas suficientes para vingar, a proposta da CPI da Santa Casa sofreu uma baixa nesta terça-feira. Durante a sessão, a vereadora Grazielle Machado (PR) anunciou que retirou seu nome do requerimento com o pedido para instaurar a comissão. A proposta se arrasta há dois meses.

Segundo o vereador Cabo Almi (PT), que articula a CPI, são necessárias sete assinaturas para apresentar o requerimento à Mesa Diretora. Número, que segundo ele, seria alcançado em breve, com a assinatura do vereador Clemêncio Ribeiro (PMDB). "O Ribeiro pode assinar", afirmou o vereador petista.

Nos últimos dias, a proposta, que nunca chegou a causar empolgação no legislativo municipal, arrebanhou o apoio do vereador Paulo Pedra (PDT) - que deixou o posto de líder do prefeito, e passou de ferrenho opositor a defensor da proposta. O requerimento já tinha assinado por Cabo Almi, Thaís Helena (PT), Alcides Bernal (PP), Loester Nunes (PDT) e Grazielle.

O foco da comissão será o período de intervenção, que teve início em 2005. A história recente do legislativo municipal evidencia que a Câmara não tem vocação para investigações, tanto, que a última ação próxima a uma CPI que sem tem notícia foi em 1998, também sobre a Santa Casa.

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions