A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/05/2011 09:38

Degradação atinge 18% das áreas protegidas em MS e outros 4 estados

Fabiano Arruda

Estudo sobre a adequação das propriedades rurais brasileiras à legislação ambiental mostra 18% de degradação da vegetação nativa nas APPS (Áreas de Proteção Permanente) às margens de rios e encostas em áreas localizadas em Mato Grosso do Sul e nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Goiás e Pará.

O estudo foi feito pela ONG (Organização Não Governamental) ambientalista TNC (The Nature Conservancy) com base em amostra de 4.207 propriedades localizadas nos cinco estados. Segundo informações de reportagem publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, juntas, essas propriedades somam pouco mais de 3 milhões de hectares.

A preservação da vegetação nativa é considerada essencial para o equilíbrio da oferta de água e a sustentabilidade do agronegócio e figura como um dos pontos de maior conflito na negociação da reforma do Código Florestal.

Na prática, o levantamento mostra que o cumprimento do atual Código Florestal é inviável ao exigir que os proprietários rurais das áreas pesquisadas mantenham em média 54% dos imóveis rurais com a vegetação nativa.

O empecilho poderá ser resolvido com a proposta de descontar as APPs no porcentual de vegetação nativa preservada em cada propriedade.

"É para resolver esse tipo de problema que investimos num acordo", disse o relator Aldo Rebelo (PCdoB-SP), ainda conforme o jornal.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...


Gostaria muito de um fórum e umas Audiências Públicas pela internet, para que eu pudesse participar!
Acredito que a população tem muito a ajudar e a acrescentar ao debate, legitimando os atos dos políticos.
Gostaria que soubessem que já fui estudioso sobre o assunto das águas, e aprendi que a mídia e os responsáveis pela distribuição da água, induzem as pessoas a acreditarem que são realmente o maior responsável pela possível e inevitável escassez de água em um futuro breve, pois tanto o pequeno quanto o grande latifundiário que não respeita leis e hoje paga para pessoas irem gritar pela sua ilegalidade, em favor da manutenção de seus empregos. Acabam com quase todas as nascentes, provocam assoreamentos das outras , efetuam mudança de direções e destinos, muitas vezes sem a devida outorga, devido inexistência de órgão responsável para medição e acompanhamento, a deterioração dos lençóis freáticos muitas vezes unidos, contaminados por fossas em solo arenoso, e todo tipo de resíduo que possa existir em um ambiente de áreas de dunas por exemplo.
Devemos sim recuperar e proteger todas as nascentes e olho d águas, e demais áreas de preservação regidas pelas leis Ambientais brasileiras e quando não existir, ás internacionais.
 
Alexandre Goulart em 02/05/2011 09:29:32
Basta uma rápida olhada no Google Maps pra ver que a realidade é que o Brasil já tem a maior parte do seu território desmatado. E agora querem mudar a lei pra desmatar mais...
 
Murilo Delmondes em 02/05/2011 04:10:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions