A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/12/2015 09:01

El Niño segue forte no verão e chuvas continuarão castigando o Estado

Flávia Lima
El Niño via provocar mais chuvas em todas as regiões de MS. (Foto:Arquivo/Simão Nogueira) El Niño via provocar mais chuvas em todas as regiões de MS. (Foto:Arquivo/Simão Nogueira)

Confirmando as previsões anunciadas desde o início do segundo semestre de 2015, o El Niño, fenômeno causado pelo aquecimento das águas do Pacífico além do normal e pela redução dos ventos alísios na região equatorial, é o mais forte dos últimos 50 anos.

Em Mato Grosso do Sul, a prova dessa força vem sendo observada, desde o final de novembro, nas cidades do sul do Estado, que vem sendo castigadas pelo excesso de chuva, já que a principal característica do fenômeno é a capacidade de afetar o clima mundial através da mudança nas correntes atmosféricas.

Segundo a meteorologista Cátia Braga, do Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), o cenário de chuva excessiva irá continuar por todo o verão, cessando apenas no final do primeiro semestre de 2016, quando, de acordo com a meteorologista, entra em cena outro fenômeno meteorológico, o La Niña que, deverá ocasionar um inverno seco, com pouca chuva.

Cátia explica que esse fenômeno também deverá ser forte e, ao contrário do El Niño, é responsável por provocar grandes estiagens. Ele ocorre devido à diminuição da temperatura nas águas do Oceano Pacífico, ocasionada pelo aumento da força dos ventos alísios.

Quanto ao verão, a meteorologista diz que o El Niño, além do grande volume de chuvas entre janeiro e março, também irá provocar a elevação das temperaturas máximas, pelo menos até junho.

“Até o meio do ano será bem quente, com temperatura máxima na média de 30º”, diz. As cidades mais afetadas serão Corumbá, Porto Murtinho, Aquidauana e Miranda, que terão máximas na casa dos 38º, enquanto a Capital terá média de 34º.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions