A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/12/2015 13:20

Governador solicita reconhecimento federal para cidades atingidas pela chuva

Mariana Rodrigues e Antonio Marques
Até o momento, 54 pontes foram levadas pelas chuvas e e 47 danificadas. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)Até o momento, 54 pontes foram levadas pelas chuvas e e 47 danificadas. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), pediu reconhecimento federal da situação de emergência nos 14 municípios atingidos pelas chuvas nas últimas semanas. Nessas cidades o Governo do Estado já havia expedido decreto devido aos grandes estragos causados. O ofício foi enviado na sexta-feira (11) para a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil solicitando R$ 115,4 milhões para ações de socorro.

Reinaldo oficializou no documento os termos tratados em reunião feita em Brasília (DF) no último dia 9 de dezembro, quando ele e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira Junior, se encontraram para debater soluções emergenciais para a recuperação dos municípios do Sul de Mato Grosso do Sul, onde foram causados estragos por causa das tempestades.

Além do ofício, foram enviados relatórios fotográficos das regiões atingidas e documentos e registros que esclarecem a ocorrência do desastre, como os decretos estaduais que reconhecem a situação de emergência nos 14 municípios sendo eles: Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Iguatemi, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Juti, Novo Horizonte do Sul, Japorã e Eldorado.

Consta no documento que "os danos e prejuízos decorrentes do evento adverso implicaram no comprometimento da capacidade de resposta econômica e administrativa do Poder Público Estadual, o que implica na necessidade de auxílio financeiro complementar por parte do Governo Federal".

Durante entrevista, o governador disse nesta segunda-feira (14), que tem nove equipes do governo na região sul do Estado para recuperação dos estragos das chuvas, que vão começar os trabalhos assim que as águas baixarem.

Segundo ele, são 54 pontes levadas pelas águas e 47 danificadas. "As equipes vão auxiliar nos municípios para restaurar os danos. Inicialmente vão criar desvios para normalizar o transporte nos locais em que aconteceram interdição nas rodovias e estradas vicinais".

Reinaldo disse ainda que já disponibilizou R$ 10 milhões do governo do estado. E aguarda definição do Governo Federal para indicar o valor dos recursos para MS. De acordo com Reinaldo, só para concertar as pontes caídas serão necessários pelo menos R$ 40 milhões para reconstrução.

Prejuízo a produtores rurais chegam a R$ 800 mil por causa de chuvas
Pequenos produtores da cidade de Deodápolis, a 252 quilômetros de Campo Grande, contabilizam diversos prejuízos devido às insistentes chuvas que atin...
Excesso de chuvas no sul de MS pode atrapalhar desenvolvimento da soja
Nos dias 20 e 23 de novembro de 2015 foram visitadas diversas áreas com cultivo de soja na região sul de Mato Grosso do Sul, mais especificamente nos...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions