A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/07/2008 11:00

Entidade aciona MPT para garantir registros em obras

Redação

A Fetricon (Federação dos Trabalhadores na Construção Civil) vai encaminhar ao Ministério Público do Trabalho uma relação com as 200 empresas que mais usam mão-de-obra informal em Mato Grosso do Sul. A intenção é cobrar providências para reverter o cenário.

A programação é entregar a listagem na terça-feira. O levantamento está sendo desenvolvido com suporte dos sindicatos nos municípios. Nesta sexta-feira as ações se concentram na região de fronteira com o Paraguai.

Segundo o presidente da Federação, João Gomes, as obras públicas, especialmente em pequenas e médias cidades, são as que mais contribuem para a informalidade.

A entidade calcula que cerca de 60% dos 100 mil trabalhadores da construção civil de Mato Grosso do Sul trabalhem sem carteira assinada.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions