A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/01/2016 13:16

Estado detalhará demanda sobre a dengue para pedir ajuda ao governo federal

Governo de MS decretou situação de emergência pela epidemia

Mayara Bueno
Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB).Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB).


O governo receberá, na semana que vem, detalhes sobre as demandas dos municípios a respeito da epidemia de dengue, para pedir auxílio ao governo federal. Na terça-feira (2), o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), já no retorno de suas atividades depois do recesso, se reúne com prefeitos das 32 cidades em situação de emergência pelas chuvas, na terça-feira (2).

Será incluída na pauta, além dos problemas causados pela chuva, a epidemia de dengue e introdução do vírus zika e febre chikungunya. Ontem, o Executivo Estadual decretou situação de emergência pela dengue e deve anunciar nas próximas semanas mais ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypiti.

Segundo a governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), o governo encaminhou documento pedindo auxílio para o Ministério da Defesa Nacional, mas espera detalhar no encontro de terça-feira as demandas de cada cidade a respeito de cada cidade. 

Ela destacou que, independente da resposta do governo federal, o Executivo Estadual já vem agindo no combate, a exemplo da sala de monitoramento, que já está funcionando, segundo Rose. O local concentrará as informações sobre locais que tenham focos do mosquito, por parte dos agentes de saúde.

Outra ação, que deve ser firmada na tarde desta sexta-feira, refere-se a ajuda de lideranças religiosas no repasse de informações sobre combate ao mosquito nas igrejas, centros e templos. Está prevista a presença de pelo menos 30 líderes na reunião, que acontecerá na Governadoria, a partir das 15 horas.

Emergência pela chuva - O governo estadual pediu ao governo federal R$ 60 milhões para a reconstrução de pontes danificadas e destruídas pela chuva, afirmou Rose. No início do ano, a Defesa Civil calculou a necessidade de R$ 200 milhões para reconstruir mais de 90 pontes, além de estradas e dutos destruídos pela chuva.

Segundo a vice-governadora, o secretário de Estado de Governo, Eduardo Riedel foi, nesta semana, à Brasília, para tentar viabilizar a quantia, mas ainda não teve resposta sobre a liberação.

O pedido faz parte das ações do Executivo Estadual, que decretou situação de emergência em 32 cidades de Mato Grosso do Sul, em virtude dos estragos causados pela chuva. Neste mês, o governo, inclusive, firmou pelo menos 5 contratos emergenciais para restauração do asfalto de muitas cidades, que, juntos, somam cerca de R$ 8 milhões.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions