A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

15/10/2008 08:06

Ex-policial envolvido em morte de tatuador é libertado

Redação

Preso por envolvimento na morte de Luciano Estevão dos Santos, o Johnny Tatoo, o policial aposentado Celino Antônio Cabral conseguiu habeas corpus ontem. O pedido de liberdade foi aceito pelo desembargador do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Gilberto da Silva Castro.

Celino Cabral é apontado como a pessoa que agenciou a contratação do pistoleiro. Ele foi preso em 30 de setembro, junto com o empresário Miguel Bacargi, considerado o mandante do crime. Bacargi conseguiu habeas-corpus por duas vezes.

Johnny foi morto no dia 25 de março deste ano. O assassino, se passando por cliente, foi até o estúdio do tatuador, na rua Pedro Celestino. Ele foi atingido com dois tiros nas costas e o bandido fugiu a pé.

O inquérito da Polícia Civil, já enviado ao MPE (Ministério Público Estadual), tem 509 páginas. São anotações, depoimentos e provas, como uma carta de amor sobre relacionamento entre a esposa de Miguel, Natashi Bacargi e Johnny, encontradas no cofre do empresário, que indicam a traição como provável motivo do crime.

Procura 

Em audiência, ANS discute nova proposta de reajuste de planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) propôs hoje (13), em audiência pública, uma nova metodologia para o cálculo do reajuste anual dos plano...
Mega-Sena pode pagar até R$ 33 milhões no sorteio desta quarta-feira
Amanhã (14) o sorteio da Mega-Sena pode pagar até R$ 33 milhões para quem acertar as seis dezenas do prêmio principal. A rodada chegou esse valor dep...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions