A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/09/2010 15:35

Fogo na Serra do Amolar pode ter começado na Bolívia

Redação

A hipótese mais provável para a origem dos focos de incêndios florestais na Serra do Amolar, em Corumbá, seria a propagação de fogo que ocorria na Bolívia, cuja fronteira faz limite com a região. A região teve fortes ventos na noite de domingo, chegando a 125 km/h, no sentido leste.

Inicialmente, estimou-se que a queda de raios, comum na área, seria a causa. O dado foi divulgado há pouco pelo IHP (Instituto Homem Pantaneiro), gestor da RPPN Eliezer Batista - Reserva Particular do Patrimônio Natural -, do grupo Eike Batista, atingida pelo fogo, com base em sobrevôos na área afetada. O IHP confirmou que choveu na região, durante toda a noite de ontem e madrugada de ontem, reduzindo a intensidade das chamas.

A gestora do programa de meio ambiente do IHP, Viviane Fonseca Moreira. disse que todas as providências foram tomadas tão logo se detectou os focos. A brigada municipal do Prefogo deslocou-se para a área e foram contratadas mais sete pessoas da comunidade, previamente treinadas em curso de formação de brigada organizado pelo IHP em 2009.

Foram feitos dois sobrevôos, com a presença do coordenador da Defesa Civil no município, o capitão Fábio Catarinelli, para traçar estratégias de combate aos incêndios. Atualmente. Segundo o IHP informou, 23 pessoas atuam na área atingida em medidas preventivas para evitar a propagação do fogo.

As ações estão sendo feitas em entendimento com o coordenador estadual do Prevfogo/Ibama, Márcio Yule. Ocorrem também incêndios nas RPPNs Penha e Acurizal, da Fundação Ecotrópica, para onde foi deslocada a brigada do Prevfogo do Parque Nacional do Pantanal. A meteorologia prevê chuvas para a região, o que, ocorrendo facilitará o controle do fogo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions