A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/11/2012 07:33

Goleiro Bruno e mais 4 vão a júri hoje por morte de Eliza Samúdio

Julgamento está marcado para começar às 9 horas (horário de Brasília) e será realizado em Contagem, Minas Gerais

Nadyenka Castro
Goleiro Bruno está preso e já foi condenado por sequestro de Eliza, pelo Justiça do RJ. Goleiro Bruno está preso e já foi condenado por sequestro de Eliza, pelo Justiça do RJ.

Está marcado para começar às 9 horas (horário de Brasília) desta segunda-feira o júri popular do ex-goleiro Bruno Fernandes e de mais quatro pessoas, pelo assassinato de Eliza Samúdio. A jovem teve relacionamento amoroso com Bruno e desapareceu em junho de 2010. A família dela mora em Mato Grosso do Sul.

O julgamento dos cinco, de sete acusados de envolvimento no crime, será realizado no Fórum de Contagem, Minas Gerais, região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com o Jornal do Brasil, para a Polícia Civil e o Ministério Público, Eliza foi levada a Minas Gerais pelo amigo de Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e pelo primo do goleiro, Jorge Lisboa Rosa, com a falsa promessa do reconhecimento da paternidade do filho da ex-modelo e um apartamento.

A partir daí, Eliza teria sido mantida em cárcere privado no sítio de Bruno em Esmeraldas (MG), até ser levada por Bruno, Macarrão, Jorge e outro primo, Sérgio Rosa Sales, até a casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, que a teria matado, dado partes do corpo dela a cães e sumido com o restante. Ainda de acordo com a polícia, a intenção do grupo era matar também o filho de Eliza, mas Bruno teria intercedido.

Bruno e Macarrão vão sentar no banco dos réus para responder pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado. Bola também responderá pelos mesmos crimes e por ocultação de cadáver. As ex-mulheres do goleiro, Dayanne do Carmo (legítima) e Fernanda Gomes Castro (amante) serão julgadas pelos crimes de sequestro e cárcere privado. Os júris de Wemerson Marques Souza, o Coxinha, e de Elenílson Vítor da Silva, também acusados no processo, foram desmembrados e serão realizado no ano que vem.

A previsão é de que o julgamento dure três semanas e que os réus conheçam o resultado proferido pelo conselho de sentença por volta do dia 7 de dezembro. O júri será presidido pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues.

No início de dezembro, Bruno e Macarrão foram condenados pelo sequestro e agressão a Eliza, em outubro de 2009, pela Justiça do Rio de Janeiro. O goleiro pegou quatro anos e seis meses de prisão por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal, e seu amigo, três anos de reclusão por cárcere privado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions