A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/09/2013 18:32

Há 102 dias sem solução, produtores dizem ser “reféns da má vontade do governo”

Kleber Clajus

O advogado e representante dos produtores rurais, Newley Amarilla, informou neste domingo que a classe planeja “descomemorar” a promessa do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, relacionada à proposta de indenização aos proprietários de áreas retomas por indígenas em Mato Grosso do Sul.

“Estamos há 102 dias reféns da má vontade do governo que prometeu algo que, até o momento, não conseguiu cumprir. Isso se chama irresponsabilidade”, disse Amarilla.

Desde junho deste ano, várias reuniões foram realizadas em Campo Grande e Brasília em busca de entendimento entre indígenas, proprietários rurais e o governo. O último seria o responsável por indenizar os fazendeiros com TDA (Título da Dívida Agrária), a serem convertidas em dinheiro pelo governo do Estado.

De acordo com Amarilla, a falta de definição causa insegurança para ambas as partes e gera prejuízos “moral e material”. Caso não haja um posicionamento, o advogado apontou que o último recurso a ser adotado pode ser o de “deixar de negociar e retomar as terras no judiciário”.

Uma coletiva marcada para amanhã (30), na sede da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), deve tratar do tema às 15h.

Ministro diz que define primeira terra guarani a ser indenizada ainda neste mês
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, afirmou, no intervalo da reunião com produtores rurais, que o cronograma de compra das terras para defin...
"Todos vão ganhar e todos vão perder", diz ministro sobre acordo com produtores
A reunião de produtores rurais, indígenas e autoridades com o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi dividida em três grupos, sendo um de cun...


Reféns da má vontade do governo? Que governo? Nós não temos governo desde a posse do lula mensaleiro.
 
daniel ferrari em 30/09/2013 15:54:04
Digamos que os produtores foram no mínimo ingênuos, ao deixar de lado o assunto com a promessa do governo federal, agora na cabeça deles o problema acabou parcialmente, visto que já conseguiram acalmar uma parte dos índios, corram, peguem suas terras de volta enquanto ainda podem amigos produtores, se demorar muito esqueçam, sem falar que todo cuidado é pouco ao negociar com o governo, são dois pesos e duas medidas, quando eles vendem alguma coisa o produto é supervalorizado, mas quando compram é sempre porcaria então eles pagam bem abaixo do que realmente vale.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 30/09/2013 13:04:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions