A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Março de 2017

16/04/2014 14:47

Advogado e contador são presos em operação de combate a adulteração de documento

Bruno Chaves

O contador Jerônimo Marques Fernandes e o advogado Peterson Lázaro Paes foram presos, nesta semana, pela Polícia Civil acusados de participarem de uma quadrilha que falsificava documentos para revender terrenos de terceiros, sem autorização, em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Campo Grande. Eles foram pegos durante a Operação Mandatum.

A dupla agia em conjunto com outras quatro pessoas que estão foragidas, conforme informou o delegado responsável pelas investigações, Paulo Rosseto, à assessoria de imprensa da Polícia Civil.

A quadrilha falsificou carteiras de identidade no interior de São Paulo e com os documentos falsos, mais uma procuração em Selvíria, vendeu um terreno localizado no bairro Parque São Carlos, em Três Lagoas.

Vítima do golpe, uma mulher de 48 anos, teve o terreno da Rua das Marias, avaliado em R$ 60 mil, vendido sem sua autorização por R$ 55 mil. O comprador, mesmo sabendo do golpe, aceitou a negociação, que foi intermediada por um corretor de imóveis que também sabia das irregularidades.

Conforme a polícia, Silvana da Silva Ferreira, 42, é a compradora do terreno. Ela é Irma de Celso da Silva Ferreira, 47, um dos mentores do golpe. De acordo com o delegado, os dois tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça de Três Lagoas e estão foragidos.

Barbara Gomes Hernandes, 24, e Lauro Pereira Lima, 32, também tiveram a prisão decretada e estão foragidos. Na conta de Barbara foram depositados R$ 44 mil referente a venda do terreno. Os outros R$ 11 mil da negociação foram colocados na conta de Peterson.

“Além desse terreno, os acusados já venderam um outro imóvel e tentaram vender um terceiro, conforme ficou apurado durante as investigações, mas, acreditamos que o número de vítimas é bem maior e esperamos que com a divulgação desse fato, nos procurem para que as providências sejam tomadas”, explicou o delegado à assessoria.

Informações sobre o paradeiro de Lauro Pereira Lima, Bárbara Gomes Hernandez e Celso da Silva Ferreira (foto) podem entrar em contado com a Polícia Civil de Três Lagoas por meio do número (67) 3919-1500 ou ainda pelo 190, telefone da Polícia Militar. A denúncia pode ser feita em sigilo.

Acusados de participação na quadrilha estão foragidos (Foto: Divulgação/PC)Acusados de participação na quadrilha estão foragidos (Foto: Divulgação/PC)
PMA apreende carga ilegal de 46 mil litros de combustível para avião
A PMA (Polícia Militar Ambiental) apreendeu durante bloqueio realizado na BR-262, em Três Lagoas - cidade localizada a 338 km de Campo Grande - uma c...
Identificados assaltantes mortos em confronto com a polícia militar
Os assaltantes mortos em confronto com a PM (Polícia Militar) na madrugada deste sábado (25) em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, foram...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions