ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Até líder de facção resgatado da polícia usava endereço de irmãos traficantes

Casa no Jardim Terra Roxa em Dourados foi endereço cadastrado por “Samura” no Denatran

Por Helio de Freitas, de Dourados | 31/01/2024 11:11
Imóvel no Jardim Terra Roxa, em Dourados, usado como endereço até de líder do Comando Vermelho (Foto: Direto das Ruas)
Imóvel no Jardim Terra Roxa, em Dourados, usado como endereço até de líder do Comando Vermelho (Foto: Direto das Ruas)

Imóvel localizado no Bairro Terra Roxa, na região sul de Dourados, foi usado como endereço residencial de traficantes de drogas que atuam na faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

Até Jorge Teófilo Samudio Gonzalez, 51, o “Samura”, um dos principais líderes da facção criminosa Comando Vermelho no Paraguai, informou ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) ser morador nesse endereço.

A casa pertence a Hermógenes Aparecido Mendes Filho, 49, preso no dia 8 de dezembro do ano passado no âmbito da Operação Sanctus, da Polícia Federal. O irmão dele, Ronaldo Mendes Nunes, 40, está foragido. Os dois são ligados a Jorge Samudio.

Oriundo de Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia e também de onde vieram os irmãos Mendes, Samura foi resgatado pela facção durante atentado a tiros que deixou um policial paraguaio morto, em setembro de 2019. Em abril de 2021, o brasileiro foi recapturado em Sinop (MT), onde estava escondido com apoio dos irmãos Mendes.

Em 2015, Aparecido Mendes havia fornecido o endereço em cadastros no Detran, Cartório de Registro de Imóveis e inclusive em abordagens policiais. Na concessionária de energia, o imóvel era registrado em nome dele.

Na Receita Federal, os filhos de Aparecido Mendes e de sua esposa também têm como endereço cadastrado a rua do Jardim Terra Roxa. Segundo a Justiça Federal, esses dados demonstram vínculo público e duradouro da família com o imóvel.

Jorge Teófilo Samúdio, o “Samura”, ligado aos irmãos Mendes (Foto: Arquivo)
Jorge Teófilo Samúdio, o “Samura”, ligado aos irmãos Mendes (Foto: Arquivo)

Outros envolvidos – Investigação da Polícia Federal mostra que além de Jorge Samura, o imóvel foi endereço de várias outras pessoas investigadas ou envolvidas em atividades criminosas.

Wuilhan Rojas, gerente de Aparecido Mendes na Fazenda Beira Rio, em Feliz Natal (MT), também declarou o endereço em seu cadastro quando o irmão, Dionathan Rojas Pereira, foi flagrado conduzindo caminhão de sua propriedade R$ 1,2 milhão escondidos nos pneus. O mesmo endereço também aparece na procuração firmada por Wuilhan Rojas ao advogado que fez sua defesa no mesmo processo.

Dilson Araújo da Silva, preso no dia 9 de março de 2019 no âmbito da Operação Kratos transportando 468 quilos de cocaína e depois condenado pelo crime, também cadastrou o local como seu endereço no Denatran.

Os investigadores descobriram também que Algacyr Nunes Marques (já falecido), preso transportando 110 quilos de cocaína em 2014, também havia cadastrado o mesmo endereço no Denatran.

Na decisão em que manteve a prisão preventiva dos irmãos Mendes, publicada segunda-feira (29), a Justiça Federal cita “claras evidências” de que o endereço era utilizado por membros da organização para constar em bancos de dados públicos e, provavelmente, evitar a localização dos investigados.

Escondido em fazenda – No período em que estava foragido, Samura passou um tempo na fazenda de Aparecido Mendes em Feliz Natal (MT). A Fazenda Beira Rio foi um dos locais onde foram cumpridos mandados de busca e apreensão, no dia 8 de dezembro.

Usando identidade em nome de Fernando Delosanto Ortelhado, emitido pelo cartório de Sanga Puitã (no município de Ponta Porã), Samura circulava pela cidade na companhia de Wuilhan Rojas.

No dia 29 de março de 2021, policiais brasileiros chegaram ao esconderijo de Samura em Sinop, cidade a 120 km de Feliz Natal. Quando já estava preso, Samura teria recebido a visita de Aparecido Mendes na cadeia. Atualmente, o líder do Comando Vermelho está no sistema penitenciário federal.

Aparecido Mendes está preso no sistema carcerário estadual em Campo Grande. Ronaldo Nunes Marques está foragido em território paraguaio.

Ontem, o Campo Grande News revelou que no dia da Operação Sanctus, ele teria recebido apoio de um deputado nacional do Paraguai para fugir da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). Ronaldo estava em Pedro Juan Caballero no dia em que a operação foi deflagrada.

Empresários de sucesso – As investigações desencadeadas pela PF nos últimos anos mostram que Aparecido e o irmão Ronaldo enriqueceram com dinheiro das drogas. Além da fazenda em Mato Grosso e outras propriedades em Dourados, Aparecido aparece como dono de transportadoras e é apontado como verdadeiro proprietário de outras empresas mantidas em nome de “laranjas”.

Na operação de dezembro passado, a PF apreendeu em Dourados o avião de Aparecido, um Embraer EMB 720. Entre o império dos irmãos Mendes está o Audaz Restaurante, que possui unidades em Dourados e Ponta Porã. Os dois restaurantes também foram alvos de buscas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias