A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/12/2017 09:08

Funcionário de siderúrgica intoxicado por gás continua internado na UTI

De acordo com advogado da empresa, apenas o administrativo funciona normalmente nesta quinta-feira

Liniker Ribeiro
Ambulâncias durante atendimento na siderúrgica (Foto: O Pantaneiro) Ambulâncias durante atendimento na siderúrgica (Foto: O Pantaneiro)

As atividades na Siderúrgica Simasul, onde um trabalhador morreu e outros seis foram internados após inalarem substâncias produzidas pela queima de carvão, foram paralisadas e só devem ser retomadas após fim das investigações. O incidente aconteceu na manhã de ontem (6) e uma das vítimas intoxicadas pelo gás monóxido de carbono, que é altamente prejudicial ao ser humano, continua internado em UTI.

Segundo o advogado da empresa, localizada na Rua Duque de Caxias, na Cidade Nova, em Aquidauana, distante 135 quilômetros de Campo Grande ,apenas o administrativo funciona normalmente nesta quinta-feira (7). "O serviço vai ficar paralisado por uns dias, até que se descubra efetivamente o que ocorreu", explica Ricardo Augusto Pegolo.


A medida adotada pela siderúrgica busca evitar outros danos. Ainda de acordo com o advogado, o local onde onde o gás foi inalado pelos funcionários estava vazio no momento do incidente, devido a manutenção de um dos fornos.

A medida adotada pela siderúrgica busca evitar outros danos. Ainda de acordo com o advogado, o local onde onde o gás foi inalado pelos funcionários estava vazio no momento do incidente, devido a manutenção de um dos fornos.

Ricardo garantiu ainda, que a empresa está prestando auxílio as famílias dos funcionários que inalaram o gás, principalmente do trabalhador Fernando Fausto Freitas Queiroz, de 27 anos, que morreu ao dar entrada no Hospital Regional do município.

Ontem, a siderúrgica divulgou nota informando que parte dos trabalhadores inalaram fumaça tentando socorrer os outros, que inalaram monóxido de carbono produzido pelos fornos onde o carvão é queimado. A empresa afirma, ainda, que até a chegada dos bombeiros, as vítimas foram atendidas por técnico de segurança, que fez os procedimentos iniciais de primeiros socorros. “A empresa lamenta o ocorrido e informa que está prestando todo o auxílio à família da vítima”, finaliza o texto

O funcionário que também apresentou sinais mais graves de intoxicação, continua internado na UTI do pronto-socorro do município e, de acordo com informações da diretoria administrativa do hospital, apresentou melhoras, mas continua em observação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions