A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

18/01/2018 11:11

Gaeco prende 7 por esquema de envio de drogas de Aral Moreira para o país

Também foram cumpridos 8 mandados de busca e pessoas foram presas com armas; quadrilha tem bases em Amambai e Dourados

Anahi Zurutuza
Pistola e munições apreendidas durante operação (Foto: Gaeco/Divulgação)Pistola e munições apreendidas durante operação (Foto: Gaeco/Divulgação)

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado cumpriu sete mandados de prisão preventiva e 8 de busca e apreensão em Aral Moreira – a 364 km de Campo Grande. Também foram presas pessoas em flagrante – o Gaeco não divulgou quantas – por posse de arma de fogo.

Os alvos dos mandados são investigados na Operação Tagi, que apura existência de esquema e tráfico de drogas em Aral Moreira, Amambai e Dourados.

Conforme o Gaeco, a operação é resultado de nove de trabalho prévio. Os investigadores identificaram a existência de associação criminosa com base em Aral Moreninha, mas que tem integrantes em Dourados e Amambai e distribui maconha para todo o Brasil.

A operação foi batizada de Tagi, nome de uma região situada na rodovia MS-386, entre Ponta Porã e Amambai, utilizada como uma das rotas de escoamento das drogas.

Os mandados foram cumpridos com apoio da 5ª promotoria de Dourados, do DOF (Departamento de Operações de Fronteiras), do 3º Batalhão de Polícia Militar, do 3º CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar) e da Agência de Inteligência da PM de Dourados.

Os mandados foram expedidos pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Dourados.

Agente preparados para o cumprimento dos mandados (Foto: Gaeco/Divulgação)Agente preparados para o cumprimento dos mandados (Foto: Gaeco/Divulgação)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions