A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 30 de Maio de 2017

24/06/2014 12:03

Garotos mataram patrão com foice porque ele considerou trabalho "ruim"

Bruno Chaves
Corpo da vítima foi deixado em uma rede da propriedade onde ocorreu o crime (Foto: Divulgação/PC)Corpo da vítima foi deixado em uma rede da propriedade onde ocorreu o crime (Foto: Divulgação/PC)

Os dois meninos, de 14 e 16 anos, que mataram o patrão com golpes de foice no município de Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande, não se mostraram arrependidos de cometerem o crime. Conforme o delegado que investiga o caso, Antenor Camargo Leme, os dois “são bem frios”. Até o momento, a investigação da polícia aponta que o empreiteiro Osvaldo Eustáquio de Arruda, 49 anos, foi morto no domingo (22) depois de consumir bebida alcoólica na companhia dos adolescentes.

Os dois foram apreendidos no mesmo dia do assassinato e confessaram o crime. Ambos são acusados de praticar ato infracional análogo a homicídio doloso qualificado e furto qualificado com abuso de confiança. Conforme a Polícia Civil, o menor de 14 anos possui passagem por furto e o de 16 anos por ameaça.

Anteriormente, a polícia havia divulgado que o garoto mais novo a participar da ação possuía 15 anos. No entanto, a idade dele é de 14. A informação já foi corrigida na matéria anterior.

“Os dois estão recolhidos provisoriamente na delegacia de Anastácio. Eles devem ser encaminhados para Corumbá ou Ponta Porã, cidades que têm unidades educacional de internação. O caso já está com a Justiça e o período máximo para internação é de 40 dias, antes de concluir o processo, e no máximo de três anos depois de concluído. Depende da decisão do juiz”, contou o delegado.

Os garotos apontados como assassinos do empreiteiro de 49 anos trabalhavam como ajudantes de serviços rurais na propriedade que fica na na BR-262, no trevo de acesso a Taunay, distrito de Aquidauana. Depois de apreendidos, eles foram ouvidos pela Promotoria da Infância e Juventude do município e confessaram o crime.

À polícia, os menores disseram que ouviram o patrão dizendo que não iria pagar pelos serviços prestados, já que o trabalho dos menores era “ruim”. Eles teriam decidido matar o homem depois de consumirem bebidas alcoólicas. O adolescente de 16 anos teria tido a ideia e chamado o colega, de 14, para praticar a ação. Com uma foice, os dois deram 11 golpes no rosto do homem. Eles ainda usaram uma faca para atingir o pescoço do chefe. Depois, eles furtaram o celular e o carro da vítima, além de R$ 35.

O corpo de Osvaldo foi encontrado pela polícia na rede da propriedade. Os policiais ainda apreenderam a foice e o veículo, mas o dinheiro, o celular e a faca não foram localizados. O rapaz de 16 anos disse que após golpear a vítima, jogou a faca próximo ao local do crime.

Adolescentes cortam mãos e matam patrão a golpes de facão
Um homem de 49 anos foi assassinado ontem (22), em sua propriedade, que fica na rodovia BR 262, no trevo de acesso a Taunay, distrito de Aquidauana, ...
Carreta da Justiça leva serviços do TJ para Tacuru nesta semana
Mais uma etapa de atendimentos da Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), foi dado início nesta segunda-fei...
Senac segue com inscrições abertas em quatro cursos profissionalizantes
O Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) de Aquidauana - cidade localizada a 135 km de Campo Grande - que está com inscrições abertas par...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions