A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/01/2016 13:38

Nioaque e Rio Verde entram para a lista de cidades em emergência pela chuva

Priscilla Peres
Em Nioaque, chuva invadiu casas e várias pessoas ficaram desabrigadas. (Foto: Direto das Ruas)Em Nioaque, chuva invadiu casas e várias pessoas ficaram desabrigadas. (Foto: Direto das Ruas)

Mais duas cidades de Mato Grosso do Sul decretaram situação de emergência nesta quinta-feira (28), elevando para 33 o número de municípios nesta condição devido as fortes chuvas e os estragos deixados. Nioaque e Rio Verde agora integram a lista dos que amargam prejuízos.

Em Rio Verde - distante 207 km de Campo Grande, as chuvas deste início de ano deixaram 46 pessoas desabrigadas ou desalojadas, além de ter destruído estradas e pontes. O prefeito Mário Kruger (PT) estimou que o prejuízo deixado chegue a R$ 2 milhões.

Já em Nioaque - distante 179 km de Campo Grande, 15 famílias tiveram que deixar suas casas devido aos alagamentos causados pela chuva. Além disso, córrego Cavadonga transbordou e interrompeu o tráfego na BR-060 por duas horas. Fora os estragos em bairros específicos e na área rural.

Nioaque e mais sete cidades tiveram o decreto de emergência reconhecido pelo governo do Estado hoje. São elas: Deodápolis, Jardim, Guia Lopes da Laguna, Taquarussu, Ivinhema, Caracol e Dois Irmãos do Buriti terão a possibilidade de receber reconhecimento do Governo Federal para a solicitação de recursos.

Próximo passo - O governo adiantou que publicará um novo decreto amanhã incluindo as cidades de Vicentina, Miranda, Fátima do Sul, Aquidauana, Jateí, Batayporã e Rio Verde de Mato Grosso. Para esses municípios não haverá pedido de reconhecimento federal, ficando apenas a nível estadual.

O coordenador-adjunto da Defesa Civil do Estado, tenente-coronel Adriano Rampazo, explica que neste caso as cidades não atingiram os índices necessários para solicitar o reconhecimento federal. “Esses índices são relacionados aos danos e prejuízos causados pelo desastre”. No entanto, o coronel salienta que Jateí e Vicentina poderão ainda alcançar os índices, mas os levantamentos ainda continuam sendo feitos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions