A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/01/2016 08:53

Governo reconhece situação de emergência para mais 8 cidades

Caroline Maldonado
Em Jardim, várias casas foram destelhadas devido a forte ventania chuva. (Foto: Divulgação Prefeitura)Em Jardim, várias casas foram destelhadas devido a forte ventania chuva. (Foto: Divulgação Prefeitura)

O Governo do Estado decretou hoje (28) situação de emergência em função de estragos provocados pelas chuvas em oito municípios. Entre eles, Deodápolis que já estava na lista, inclusive reconhecida pelo Governo Federal. No entanto, a prefeita Maria Viana (PT) fez novo decreto recentemente por conta de danos em outras áreas para então solicitar novo recurso financeiro à União.

O decreto de hoje, publicado na primeira página do DOE (Diário Oficial da União), inclui ainda Jardim, Guia Lopes da Laguna, Taquarussu, Nioaque, Ivinhema, Caracol e Dois Irmãos do Buriti. A situação de emergência é valida pelo prazo de 180 dias.

De acordo com o decreto, ainda não foram contabilizados todos os danos nessas cidades. Além disso, os municípios afetados pelas chuvas intensas têm a economia baseada na agropecuária. Com os alagamentos, ficaram comprometidos o manejo da terra e dos animais, o escoamento de safra, comercialização do leite, abate de bovinos, entre outras atividades básicas do setor.

Está autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais para atuarem, sob a coordenação da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, nas ações de reconstrução e apoio aos moradores, além da convocação de voluntários para reforçar as equipes.

Com o novo decreto, são 25 municípios na lista do Governo do Estado. São elas, Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Iguatemi, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Juti, Novo Horizonte do Sul, Japorã, Eldorado, Mundo Novo, Bela Vista, Laguna Carapã, Jardim, Guia Lopes da Laguna, Taquarussu, Nioaque, Ivinhema, Caracol, Dois Irmãos do Buriti e Deodápolis.

Até agora, a União reconheceu situação de emergência para as 17 cidades que estão nos dois primeiros decretos do Governo do Estado, restando apenas os que estão na decisão publicada hoje. Há ainda outras seis prefeituras que publicaram decreto e aguardam o reconhecimento por parte dos governos Estadual e Federal, a maioria delas é da região sul.

Os decretos mais recentes são de Jateí e Aquidauana, onde mais de cem pessoas tiveram que sair de suas casas por conta dos alagamentos. Ao todo, mais de 90 pontes foram destruídas entre dezembro de 2015 e janeiro deste ano. O Governo do Estado já liberou R$ 29 milhões para os reparos em 30 cidades e pleiteia mais R$ 61 milhões da União.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions