ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Prefeito de Pedro Juan permanece em estado grave após atentado, diz médico

José Carlos Acevedo permanece em coma induzido; irmão diz que "só milagre pode salvá-lo"

Por Silvia Frias | 18/05/2022 14:53
Prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, foi ferido em atentado. (Foto: Divulgação)
Prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, foi ferido em atentado. (Foto: Divulgação)

Vítima de atentado a tiros, o prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, permanece em coma induzido, em estado grave, porém estável. O boletim médico foi divulgado há pouco pelo médico David Peña, responsável pela equipe intensivista do Hospital Privado Viva Vida, em Pedro Juan.

entrevista coletiva com médico intensivista David Peña (Foto/Reprodução)
entrevista coletiva com médico intensivista David Peña (Foto/Reprodução)

Segundo Peña, o prefeito foi atingido com sete tiros, sendo quatro entre a mandíbula e o pescoço, dois no braço direito e um do lado esquerdo do corpo. A médica Fátima Medina, também presente na coletiva, disse que a equipe foi reforçada com três médicos intensivistas de Assunção.

Acevedo está na UTI e chegou a ter a morte divulgada nas redes sociais. Os médicos, porém, reforçaram que está vivo, embora em estado ainda grave. Ontem, teve parada cardíaca por cerca de 25 minutos. “As horas são cruciais”, disse o médico. O prefeito passou por cirurgia que durou cerca de três horas e, por conta do estado delicado, ainda não se pode falar em transferência para hospital em Assunção.

O irmão do prefeito, o governador de Amambay, Ronald Acevedo, também estava na coletiva e pediu que a população de Pedro Juan orasse pelo prefeito. “Só um milagre de Deus e oração podem salvá-lo, mas, para Deus, nada é impossível, já passamos por muitas desgraças”, disse.

O governador teve a filha assassinada com outras três pessoas, em execuções ocorridas no dia 9 de outubro de 2021.

Atentado - Acevedo saía de uma reunião com vereadores na sede da Câmara Municipal, localizada em frente ao Palácio da Justiça, na tarde de ontem (17), quando foi atacado a tiros por pistoleiros em um carro branco. Pelo menos 11 tiros de pistola foram disparados.

Reeleito em outubro do ano passado, José Carlos Acevedo é filiado ao Partido Liberal. Poucos dias antes da eleição de outubro, ele causou polêmica ao chutar o corpo de um traficante, vítima da chacina com quatro mortes, ocorrida em frente a um centro de eventos de Pedro Juan. Entre os mortos, estava a sobrinha dele, filha do governador.

Nos siga no Google Notícias