ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Presa por ostentar pistola, influenciadora digital diz que apanhou de policiais

Endrya Borges foi presa ontem, em Dourados, depois de mostrar pistola em vídeo da amiga dançando funk

Por Helio de Freitas, de Dourados | 17/01/2022 15:53
A influenciadora digital Endrya Benitez Borges, presa com pistola no carro. (Foto: Reprodução)
A influenciadora digital Endrya Benitez Borges, presa com pistola no carro. (Foto: Reprodução)

A influenciadora digital Endrya Benitez Borges, 24, presa ontem (16), em Dourados (a 233 km de Campo Grande), depois de exibir pistola 9 milímetros em uma conveniência, disse que apanhou de dois policiais militares.

Vendedora online de roupas íntimas com 14 mil seguidores no Instagram, Endrya foi presa em flagrante pela Polícia Militar, após denúncia anônima revelar que ela estava mostrando a pistola cromada em uma conveniência localizada na Avenida Coronel Ponciano, no Jardim Colibri, região sul da cidade.

Vídeo que circula em grupos de WhatsApp mostra a pistola sendo exibida enquanto uma mulher rebola dançando funk. A reportagem apurou que o vídeo foi gravado por Endrya enquanto ela segurava a arma. A mulher que aparece dançando é uma das amigas dela.

Veja o vídeo:

A pistola marca Beretta estava dentro da bolsa encontrada no carro da influencer, um Golf. Os policiais também encontraram três porções de cocaína. Endrya assumiu ser dona da arma, mas ela e as duas amigas que a acompanhavam negaram saber da existência da droga.

Quando registravam a ocorrência, os policiais tiveram acesso a imagens em que influenciadora aparece ostentando outras duas armas – um revólver e uma pistola preta. Buscas foram feitas na casa dela, mas as armas não foram localizadas.

O delegado Gabriel Desterro, de plantão na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), autuou Endrya em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e por posse de droga para consumo pessoal. Ele estipulou fiança de R$ 3,6 mil. Como o valor não foi recolhido ontem, ela passou a noite na prisão.

Na tarde desta segunda-feira (17), durante audiência de custódia, Endrya relatou ao juiz Luiz Alberto de Moura Filho, que sofreu tapa no rosto e puxões de cabelo de dois policiais militares no momento da prisão.

O juiz determinou que ela fosse encaminhada imediatamente para exame de corpo de delito e determinou ao comando da PM que instaure procedimento para apurar a denúncia. Como Endrya afirmou ter condições de pagar a fiança, o magistrado determinou que ela fosse colocada em liberdade assim que o valor for recolhido.

Ao Campo Grande News, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que o comando do 3º Batalhão, assim que for notificado sobre a denúncia, vai instaurar procedimento para apurar os fatos.

“De antemão, o comando desconhece qualquer acusação contra os policiais envolvidos nessa ocorrência, entretanto, uma vez notificado pelo MP, fará a apuração necessária”, informou o tenente-coronel Helbert Davyson Romeiro de Souza, comandante da PM em Dourados.

Nos siga no Google Notícias