A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/08/2016 06:44

Presídio continua dominado por detentos e choque da PM chega à cidade

Número de mortos ainda não é confirmado; sindicato de agentes fala em dois óbitos e secretário de Segurança diz que foi um morto; comandante da PM diz que presos não tem reivindicação específica

Helio de Freitas, de Dourados
Rebelião na penitenciária de Naviraí (Foto: Umberto Zum/Ta Na Mídia Naviraí)Rebelião na penitenciária de Naviraí (Foto: Umberto Zum/Ta Na Mídia Naviraí)
Detento caído no chão durante rebelião (Foto: Umberto Zum/Ta Na Mídia Naviraí)Detento caído no chão durante rebelião (Foto: Umberto Zum/Ta Na Mídia Naviraí)

Continua tensa a situação na penitenciária de segurança máxima de Naviraí, cidade a 366 km de Campo Grande. A unidade passou a noite controlada por pelo menos 300 detentos, que se rebelaram na tarde de ontem e assumiram o controle dos pavilhões e da área administrativa.

As informações sobre mortes e feridos ainda são desencontradas. O secretário estadual de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, disse ao Campo Grande News no início da madrugada desta sexta-feira que um detento foi morto.

Já o presidente do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul), André Santiago, que durante a madrugada chegou a Naviraí, disse que são dois mortos.

O comandante da Polícia Militar na cidade, Everson Rozeni, disse que um preso foi morto pelos outros detentos e pelo menos 12 ficaram feridos. Outros internos são mantidos como reféns pelos rebelados.

Choque em Naviraí – O batalhão de choque da Polícia Militar saiu por volta de meia-noite de Campo Grande e já está em Naviraí. O major Rozeni disse ao Campo Grande News que existe possibilidade de os policiais invadirem a penitenciária se as negociações não avançarem nesta manhã, já que os amotinados não têm reivindicação específica.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions